fbpx A vagina | Reprodução Humana e Fertilidade

Clínica de Fertilidade e Reprodução Humana. Tel: (11) 5053-2222 Av. Brasil 2283. São Paulo. e-mail

A vagina

e a infertilidade

A vagina (do latim vagĭna, lit. "bainha") é um canal do órgão sexual feminino dos seres humanos, parte importante do aparelho reprodutor feminino, que se estende do colo do útero à vulva. A cada lado da abertura externa da vagina humana há duas glândulas pequenas, chamadas Glândulas de Bartholin, secretoras de um muco lubrificante na copulação.

A parte de fora da vulva é denominada vestíbulo vaginal. Lá existem dois orifícios: orifício urinário (uretra) e o orifício genital (vagina).

A função reprodutiva da vagina consiste em receber o pênis no coito e dar saída ao feto no momento do parto, além de expulsar o conteúdo menstrual. A vagina é inicialmente protegida somente pelo hímen, uma membrana fina com algumas perfurações que permitem a saída do sangramento menstrual. Sendo o hímen normalmente rompido na primeira relação sexual, causando um pequeno sangramento.

Relação da vagina com a infertilidade

Secreção vaginal alterada está entre os sintomas de doenças sexuais e de inflamações perigosas, que podem estar associadas à causas de infertilidade.

Em casos onde a secreção é resultado de alguma doença sexualmente transmissível (DST), a doença mais comum é a tricomoniase, que provoca um cheiro muito forte e um corrimento de cor meio amarelada e meio verde, sendo causada por um protozoário. O tratamento é feito à base de antibióticos orais, para o casal. Mas o perigo maior está no fato da mulher contrair clamídia, que causa infertilidade: doença que quase não apresenta sintomas, mas pode provocar grave infecção uterina, chamada de cervicite, que atinge as trompas e causa obstrução tubária.

Uma consequência da candidíase é a alteração do pH vaginal, sendo que isso ocasionalmente pode ocasional um ambiente hostil para os espermatozoides. Além disso, durante o tratamento com uso de antifúngicos e cremes vaginais, os espermatozoides terão ainda mais dificuldades de movimentação para chegar ao óvulo. Após o tratamento da candidíase, qualquer dificuldade que poderia estar dificultando a gravidez terá desaparecido.

O vaginismo é uma outra condição que dificulta a concepção:  os músculos vaginais de uma mulher se contraem involuntariamente, sempre que qualquer abordagem é feita em sua vagina. Este espasmo é muitas vezes tão doloroso que a relação sexual é impossível, e essa condição às vezes dura por anos. É uma dificuldade sexual mais comum do que se imagina e pode afetar as relações afetivas de suas portadoras. De todas as disfunções sexuais é, em alguns casos, uma das mais fáceis de se resolver pois o tratamento é através de técnicas físicas que a própria paciente pode fazer com a orientação médica adequada.

 

veja também: como o espermatozóide chega ao óvulo

O que você achou deste conteúdo?: 
0
No votes yet

Dra. Juliana Amato: Especialista em Reprodução Humana

Dra. Juliana Amato
Ginecologista, Obstetra. Chefe da Reprodução Humana do Instituto Amato
Tratamento de Infertilidade em Laboratório de Reprodução Humana(11) 5053-2222
Tudo sobre tratamento da infertilidade. Ajuda para Engravidar.
www.fertilidade.org
Clínica de Reprodução Humana: Ajuda para engravidarAv Brasil, 2283, São Paulo, SP
FacebookTwitterYoutubeLinkedin