Fertilização

Fertilização

Uma vez que o espermatozoide obteve entrada ao óvulo, uma cadeia complexa de eventos ocorre dentro de um período de mais ou menos 16 horas, culminando com o material genético do esperma, formando uma estrutura chamada de “pró-núcleo masculino” e o material genético do óvulo formando o “pró-núcleo feminino”. Os pró-núcleos masculino e feminino movem-se juntos em direção ao centro do óvulo e durante a fertilização In-Vitro;  isto pode ser visto no microscópio. O óvulo pode agora ser chamado de embrião fertilizado e normalmente estaria neste estágio um dia após a ovulação.  
No dia seguinte após a fertilização, o material genético do embrião deve dobrar e depois dividir-se formando duas células idênticas, tudo ainda dentro da membrana. Essa duplicação de material genético e divisão continua pelos próximos dois dias até que o embrião tenha por volta de oito células.
Com oito células, o embrião continua dividindo-se para fazer mais células, mas agora as células se tornam fortemente ligadas e começam a comunicarem-se umas com as outras.
Por volta do 4º ao 6º dia de fertilização, o estágio de blastocisto do embrião começa. O embrião agora tem entre 50 e 100 células. Fluidos começam a preencher o interior do embrião, formando uma pequena cavidade. As células externas começam a formar uma parede e as células internas formam uma bola – isto se tornará o futuro bebê.

Fonte: Amato, JLS. Em Busca Da Fertilidade. 2014

nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).