Pular para o conteúdo

Como identificar os dias mais férteis do mês?

O segredo para dominar o relógio biológico: Como reconhecer os sinais que seu corpo envia durante o período fértil. Já imaginou ter um mapa que guia você através dos mistérios da fertilidade? Em um mundo ideal, cada mulher saberia exatamente quando está mais fértil, seja para dar as boas-vindas a uma nova vida ou para evitar uma gravidez indesejada. Mas o corpo humano é complexo e, muitas vezes, envia sinais sutis que são fáceis de ignorar. Este artigo é o GPS que você estava esperando: um guia completo para ajudá-la a decifrar os sinais do seu corpo, entender a diferença entre ovulação e período fértil e, finalmente, ganhar controle sobre sua fertilidade. Continue lendo e descubra o poder que vem com esse conhecimento.

Sumário

Para a mulher, identificar os dias mais férteis do mês é fundamental para que ela tenha um domínio maior sobre o seu corpo. Com isso, ela pode se preparar para conseguir uma gestação ou, se for o caso, para evitar uma gravidez. Apesar de passar por isso todos os meses, muitas mulheres ainda sentem dificuldades em perceber quando os seus corpos estão se preparando para gestar um bebê. Pensando nisso, resolvemos listar aqui um conjunto de sinais que ajudam a identificar o período fértil. Continue lendo.

O que é o período fértil

Antes de falarmos sobre como identificar os dias mais férteis do mês, precisamos deixar claro o que é o período fértil. Você saberia dizer o que significa esse período na vida da mulher?

O período fértil compreende um conjunto de dias em que o corpo da mulher está propício para iniciar uma gravidez. Nessa fase, que acontece todos os meses, os ovários liberam um óvulo que fica à espera do espermatozoide para ser fecundado.

Caso ocorra a fecundação, é o início de uma gravidez, com a formação e desenvolvimento do embrião. Se não houver fecundação, o óvulo é liberado junto com outros tecidos das paredes uterinas. É o que chamamos de menstruação.

Ovulação e período fértil

Aqui, vale fazer uma diferenciação de conceitos: ovulação e período fértil não são a mesma coisa. O período fértil são os dias em que a mulher pode engravidar. Já a ovulação é o período em que o óvulo é liberado, ficando disponível por cerca de 24 horas.

O que acontece é que o espermatozoide tem uma sobrevida de até 5 dias dentro do útero da mulher. Portanto, é possível que a mulher engravide ainda que mantenha relações sexuais fora do seu perído de ovulação, já que o espermatozoide ainda estará vivo quando o seu óvulo for liberado.

Por exemplo: imagine que o seu período fértil seja entre os dias 10 e 15. Você resolve manter relações sexuais sem proteção no dia 7 acreditando não haver riscos de engravidar. Caso você ovule entre os dias 10 e 12, o espermatozoide ainda estará disponível no seu corpo e poderá fecundar o óvulo liberado, começando uma gravidez.

E quando ocorre o período fértil? 

Bom, o período fértil acontece, geralmente, sempre no meio do ciclo menstrual da mulher. Caso ela tenha a sua menstruação a cada 28 dias, por exemplo, o seu período fértil acontece por volta do 14° dia, compreendendo ainda os três dias antes e três depois.

O período fértil acontece todos os meses. É o momento em que a mulher deve manter relações sexuais sem preservativo, caso queira engravidar. Ou, se quiser evitar uma gravidez, precisa evitar o ato sexual ou fazê-lo com uso de contraceptivos.

Como identificar os dias mais férteis do mês

Quando a mulher tem um ciclo menstrual regular é mais fácil identificar esses dias férteis. Por outro lado, muitas mulheres possuem ciclos totalmente irregulares, sendo muito difícil saber o dia exato em que estão ovulando.

Por isso, é importante conhecer bem os sinais emitidos pelo corpo e, a partir destas informações, descobrir o momento em que ele está pronto para começar uma gestação.

Vagina mais lubrificada

Quando a mulher está no seu período fértil, o muco vaginal se torna mais volumoso, sendo produzido em quantidade maior do que o normal. Normalmente, é um corrimento sem cheiro, de cor branca ou transparente, e com textura gelatinosa.

O muco é produzido pelo corpo como uma maneira de facilitar o acesso do espermatozoide ao óvulo, auxiliando na sua jornada até lá. O muco também protege o gameta masculino da acidez característica do canal vaginal, além de servir como lubrificante natural, deixando a relação sexual mais agradável.

LEIA TAMBÉM:  Quais são os tipos de tratamento de fertilidade?

Desejo sexual aumenta

O aumento da libido na mulher também está relacionado ao seu período fértil. O apetite sexual aumenta por causa da atuação de dois hormônios específicos, o estrogênio e a testosterona, que também deixam a mulher mais atraente.

Então, se perceber um aumento na vontade de manter relações sexuais com o seu parceiro em um período específico, é um sinal de que está no período fértil.

Temperatura um pouco elevada

A temperatura corporal costuma aumentar durante a ovulação. A variação é bem sutil, com uma diferença de um ou dois graus, sendo necessário um termômetro para ter um dado mais preciso.

Apetite aumenta

O processo desenvolvido pelo organismo para preparar o corpo para uma gestação consome muita energia. E é por esse motivo que o apetite alimentar da mulher aumenta bastante nesse período.

No geral, a preferência é por alimentos calóricos, como doces, frituras e industrializados. É um sinal importante para observar, principalmente se, no seu dia a dia, você não costuma consumir esses tipos de alimentos.

Dor pélvica

Também chamada de dor da ovulação, a dor pélvica é relatada por algumas mulheres. Trata-se de uma pequena pontada na região do ventre e que acontece por volta da metade do ciclo menstrual, quando o óvulo é liberado. É um leve incômodo também fácil de observar. Entretanto, nem todas as mulheres sentem essa dor.

O que mais pode ajudar?

Além de ficar atenta aos sinais do corpo, é possível identificar os dias férteis na mulher a partir de outros métodos. Por exemplo:

Tabelinha

A tabelinha é um método contraceptivo não invasivo usado pelas mulheres para facilitar a descoberta do período fértil. Usando um calendário, a mulher anota os dias em que começa e termina o ciclo menstrual. Na metade desse ciclo, ela marca o seu período fértil.

A tabelinha não é considerada uma técnica cem por cento segura por causa das variações naturais do corpo da mulher, mas, junto com as outras dicas, pode facilitar a identificação da ovulação.

O vídeo aborda o uso da “tabelinha” como um método anticoncepcional natural e explica como as mulheres podem utilizá-la para entender seus ciclos menstruais. A apresentadora esclarece que o ciclo menstrual varia de mulher para mulher, geralmente durando entre 25 a 32 dias. Ela explica que contar o ciclo a partir do primeiro dia de menstruação ajuda a prever quando será o próximo ciclo e, consequentemente, o período de ovulação.

A ovulação geralmente ocorre cerca de 14 dias antes da próxima menstruação. Para ciclos mais curtos ou mais longos, esse cálculo muda, mas sempre pode ser feito contando-se 14 dias para trás a partir do último dia do ciclo. Ela também menciona que a ovulação tem uma margem de erro e pode ocorrer dois dias antes ou depois da data calculada.

A apresentadora sugere o uso de aplicativos de rastreamento menstrual para ajudar no cálculo mais preciso dos ciclos, especialmente quando eles variam de mês para mês. Esses aplicativos calculam a média dos ciclos e preveem o período fértil da mulher.

O vídeo termina com um convite para inscrever-se no canal, dar um “like” e deixar comentários para esclarecer dúvidas.

Olá! Você sabe como fazer a tabelinha? A tabelinha é um método anticoncepcional muito usado por várias mulheres hoje em dia. Desde o passado, era muito utilizado quando não se tinham os métodos anticoncepcionais. Hoje, as mulheres não querem muito tomar hormônios e querem ficar em métodos mais naturais. Então, vamos conversar um pouquinho sobre a tabelinha.

A gente sabe que o ciclo menstrual é cíclico; ou seja, ele acontece de tantos em tantos dias, todos os meses. Uma dúvida que eu tenho muito frequente aqui no consultório vem de mulheres que chegam e dizem: “Doutora, eu acho que o meu ciclo menstrual está desregulado, porque às vezes eu menstruo no início do mês, e às vezes no final do mês também. Será que está certo?”

A contagem do ciclo menstrual varia. É muito comum e normal nas mulheres esse ciclo menstrual durar em torno de 25 a 32 dias. Então, tem mulheres que têm o ciclo a cada 25 dias. Ou seja, quer dizer que se elas menstruam no dia primeiro, no dia 25 ou 26, ela vai estar menstruada novamente. Isso não quer dizer que ela menstruou duas vezes no mês. Quer dizer que o ciclo dela é um pouquinho mais curto, mas é normal.

LEIA TAMBÉM:  Fatores masculinos

Tem mulheres que têm o ciclo de 30 a 32 dias e, às vezes, quando você menstrua mais para o final do mês, você tem a sensação de que pulou um mês na sua menstruação. Então, é muito importante ter um controle desse ciclo menstrual, porque isso gera muita dúvida.

Vamos lá! Eu vou ensinar como se faz a tabelinha. Para fazer a tabelinha, você tem que saber o primeiro dia da sua menstruação e contar até que dia você vai ter a sua próxima menstruação. Ou seja, por exemplo, menstruar no dia primeiro e menstruar novamente depois de 25 dias, são 25 dias de ciclo menstrual. Menstruar no dia primeiro e menstruar novamente no 28º dia, são 28 dias de ciclo.

O que a gente sabe é que a ovulação ocorre 14 dias antes da próxima menstruação. Em mulheres que têm um ciclo de 28 dias, isso é fácil, porque se ela contar 14 dias a partir do primeiro dia da menstruação, vai dar na mesma se ela contasse 14 dias do fim pra trás.

E em mulheres com ciclos menores de 25 dias? Aí muda! Então, o que a gente vai contar? Por exemplo, aqui nós estamos nesse dia, a gente conta 14 dias para trás, independente do seu ciclo menstrual, e esse vai ser aproximadamente o seu dia de ovulação.

A gente sabe que a ovulação tem uma margem de erro, então ela pode acontecer dois dias antes ou dois dias depois. E isso a gente caracteriza como um período fértil neste tempo de ovulação da mulher.

O que eu indico para as pacientes é o uso de aplicativos. Hoje em dia, a gente tem vários aplicativos que você pode baixar no celular. Eles ajudam a calcular esse tempo médio entre uma menstruação e outra, porque às vezes pode até variar. Pode ser 25 no mês, 28 no outro, 30 no outro. E esses aplicativos, eles fazem uma média da quantidade de dias desses ciclo menstrual e ele faz o cálculo aproximado do período do próximo mês ovulatório.

Então, é muito importante ter esse controle, se você deseja usar a tabelinha como um método adicional de anticoncepção.

Então, se você gostou desse vídeo, inscreva-se aqui no nosso canal, dê o seu like e comente para tirarmos todas as dúvidas!

Teste de ovulação

Também chamado de teste de fertilidade, ou teste de LH, é um jeito simples, rápido, fácil e prático de saber se o seu corpo está ovulando ou não. O teste é comprado em farmácias e tem resultados bastante fidedignos e satisfatórios.

O objetivo do teste é encontrar a presença do hormônio luteinizante (LH). Esse hormônio é produzido em quantidade maior quando a mulher está ovulando.

Com as dicas listadas aqui, ficou muito mais fácil para você identificar os dias mais férteis do mês e, com isso, tomar as medidas necessárias para engravidar ou evitar uma gestação. Lembrando que é preciso uma observação constante desses sinais, ao longo do tempo, para, de fato, perceber alguma alteração que indique a ovulação e a fertilidade. 

Juliana Amato aborda a complexidade de determinar o período fértil em mulheres. Ela explica que, para ciclos regulares de 28 dias, o período fértil geralmente ocorre entre o 10º e o 14º dia. Porém, para ciclos mais curtos ou mais longos, essa janela muda. Para ciclos curtos de 20-25 dias, o período fértil pode ser entre os dias 8 e 10. Para ciclos mais longos de 30-35 dias, ele pode ser entre os dias 15 e 18.

Juliana também destaca sinais físicos que podem indicar ovulação, como dor pélvica no meio do ciclo e um aumento no muco vaginal. Ela adverte que o aumento da temperatura corporal, um método frequentemente citado na internet, é difícil de medir com precisão. Como alternativa, ela recomenda o uso de testes de LH disponíveis em farmácias como um método mais confiável para identificar o período fértil.

LEIA TAMBÉM:  O que pode impedir a ovulação?

Ela enfatiza que esses sinais ajudam a direcionar o melhor período para manter relações sexuais e que devem ser usados a nosso favor. O vídeo termina com um convite para inscrever-se na página, dar um “like” e deixar comentários.

Olá meu nome Juliana Amato.  Hoje nós vamos conversar um  pouquinho sobre a determinação do  período fértil.  Muitas pacientes escrevem  perguntando como que determina o  seu período fértil.  Não é uma coisa muito simples de se  fazer.  Se você tem um ciclo  menstrual com dias pré  determinados, por exemplo, regulares  de 28 dias.  Assim é fácil, mas você sabe  porque o seu período fértil vai  estar no meio do seu ciclo entre  o 10 e o 14  dia do ciclo.  Então o ideal no seu  período fértil você tem relação  entre o 10-14 um  dia sim um dia.  Se você tem um ciclo  mais curto de 20-25  dias aí começa a mudar  um pouquinho porque o seu período  fértil não vai ser mais  naquele período do  10-14.  Então o que é necessário fazer  puxar essa contagem de dias um pouco  mais para trás.  Então pra quem tem um ciclo mais  curto vai sem ferir  o 8 e o 10 dia.  Então vai manter relações sexuais  nesse período.  E para quem tem ciclos de 30  a 35 dias  a gente tem que puxar esses  dias mais para frente.  Ou seja se seria normalmente  no 10-14  em relação ao  15-18 um Dia sim e um dia nao  . Algumas mulheres  mas não a regra, apresentam  alguns sinais em seu ponto que  prediz em ovulação  quais sinais são esses?  Por exemplo uma dor no  meio do ciclo para dor pélvica  mais baixa parecendo  uma pontada que as  vezes dura  um dia um dia e meio.  A gente chama de dor é a  dor da ovulação.  Muitas mulheres sentem,  mas muitas não sentem.  Para aquelas que sentem  essa dor é um indício de ovulação.  No período ovulatório existe  um aumento do muco vaginal.  Então a gente tem a percepção  de que a vagina fica  mais úmida  e com uma secreção mais grudenta  mais ___ parece  uma gelatina.  Isso é indício também do  período fértil.  Quando tiver essa sensação  também manter relação.  Que muito é dito na internet é  que o aumento da temperatura  também prediz a ovulação.  Porém esse aumento da temperatura  ele é difícil de ser mensurado.  Para fazer essa medida  a mulher tem que antes de levantar  da cama de colocar o pé no chão  colocar o termômetro e é  uma alteração muito pequena de  meio centígrado.  Então se ela tiver alguma infecção  se ela tiver gripada na época  se tiver dormido com muito cobertor  vai ser muito difícil a gente  mensurar essa diferença de  0,5 centigrado então indico  uma outra maneira de  saber se está no período fértil  e fazer os testes de LH  que existem na farmácia.  Eles são testes fidedignos  e eles diminuem a  ansiedade de saber em que período  está ovulando.  Esses sinais ajudam a  gente.  Esses sinais ajudam.  A direcionar  para saber qual a melhor época para  ter relação e devemos  usá los a nosso favor.  Se você gostou do nosso vídeo se  inscreva na nossa página.  Dê o seu like.  Deixe seu comentário aqui abaixo  e ative o sininho notificação para  receber mais vídeos. 

O que você achou?

0 / 5 Resultado 0 Votos 0

Your page rank:

Dra. Juliana Amato

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).

>
error: Alert: Content selection is disabled!!