Como eu sei que estou no meu período fértil?

Período fértil

O período fértil compreende uma fase do ciclo menstrual em que acontece a ovulação. Ou seja, é quando o óvulo é liberado pelo ovário para que seja fecundado pelo espermatozoide. Mas, como eu sei que estou no período fértil?

Você já deve ter feito essa pergunta algumas vezes. O fato é que fazer essa definição não é uma tarefa tão simples como muitas mulheres imaginam, principalmente porque o período fértil depende do ciclo menstrual da mulher. E esse ciclo não é igual para todas elas. Mesmo assim, existem algumas maneiras que podem facilitar essa descoberta. É sobre isso que falaremos a seguir.

O que é o período fértil?

O período fértil é o momento em que o corpo da mulher está propício para que uma gravidez aconteça. Ao manter relações íntimas nesse período, a mulher tem uma grande possibilidade de engravidar, se não tiver algum problema de fertilidade.

O período fértil dura entre 4 e 5 dias e acontece, quase sempre, no meio do ciclo menstrual. Nessa fase, o ovário libera um óvulo que fica disponível para fecundação. Se houver o encontro do óvulo com o espermatozoide, acontece a gravidez. Se não houver, o óvulo é eliminado junto com a menstruação.

Mesmo sendo uma condição natural da mulher, muitas delas não sabem o que é e nem para que serve o período fértil. 

Também acontece de a mulher manter um grande número de relações sexuais, a qualquer dia, acreditando que aumentando a quantidade, mais chances terá de engravidar. Porém, não é assim que funciona.

A mulher que deseja engravidar precisa manter relações íntimas dentro desse período, pois é apenas no período fértil que a gestação pode se concretizar.

Ciclo menstrual e período fértil

O período fértil de cada mulher depende da duração do seu ciclo menstrual. O ciclo começa no primeiro dia da menstruação e termina no começo da menstruação seguinte. Veja abaixo alguns exemplos que facilitarão a sua compreensão:

Ciclo de 28 dias

Considerado o mais comum entre as mulheres, o ciclo de 28 dias apresenta o período fértil entre o 10° e o 14° dia.

Ciclo de 20 ou 25 dias

Quem tem um ciclo mais curto, costuma ter o período fértil entre o 8° e o 10° dia.

Ciclo de 30 ou 35 dias

Já quem tem um ciclo mais longo, apresenta o período fértil entre o 15° até o 19° dia.

Ciclo irregular

E quem tem um ciclo irregular? Como faz para calcular? O ciclo irregular é diferente porque não apresenta uma data fixa para começar e terminar. A mulher pode ter um ciclo de 28 dias, depois um ciclo de 20 dias, seguido de um ciclo de 35 dias, por exemplo.

Nesse caso, o ideal é que ela faça um cálculo médio dos últimos seis meses para ter uma previsão de quando estará ovulando. Ou, usar a calculadora do período fértil, da qual falaremos mais adiante.

Como eu sei que estou no período fértil?

Ainda não está certa quanto ao cálculo do seu período fértil de acordo com o ciclo menstrual? A seguir, mais três dicas que podem ajudar você a tirar essa dúvida: a observação dos sinais do seu corpo, o uso de uma calculadora de período fértil e um teste de farmácia. Confira.

  1. Sinais de que seu corpo está no período fértil

Por ser um momento em que o corpo se torna apto para uma gestação, o organismo costuma apresentar alterações que podem ser percebidas por algumas mulheres. As mais comuns são:

Secreção vaginal mais densa: o muco vaginal nesse período aumenta, e fica mais espesso e resistente, pois também é usado para facilitar o acesso do espermatozoide ao óvulo.

Aumento do desejo sexual: causado devido à elevação da produção da progesterona, que acontece durante esse período de ovulação.

Aumento leve da temperatura: uma alteração também derivada do nível alto de progesterona, que pode ser verificada com a ajuda de um termômetro.

Aumento do apetite: algumas mulheres sentem mais fome durante o período fértil porque o organismo gasta uma quantidade maior de energia na produção e liberação dos óvulos. A preferência costuma ser por alimentos gordurosos e açucarados.

Dor pélvica: caracterizada como uma dor aguda, porém leve, e de curta duração. Também chamada de dor do meio, costuma acontecer na metade do ciclo menstrual.

  1. Calculadora do período fértil

Uma ferramenta que pode ajudar bastante na hora de saber se o seu corpo está pronto para uma fecundação é a calculadora do período fértil. Para isso, basta inserir os dados da sua última menstruação, com o início e o final de cada ciclo.

Em resposta, você recebe a data provável em que seu corpo estará ovulando, o momento ideal para manter relações sexuais sem preservativo e aumentar as chances de uma gravidez.

Veja nossa calculadora de fertilidade.

  1. Teste de ovulação

O teste de ovulação é encontrado facilmente em drogarias e tem resultados excelentes quanto à detecção do período fértil. O teste, também chamado de Teste de LH, identifica o aumento de um hormônio responsável pelo amadurecimento dos folículos, o hormônio luteinizante.

É possível engravidar fora do período fértil?

É possível que a mulher engravide mesmo tendo mantido relações antes do seu período fértil. Como assim? O que acontece é que o espermatozoide permanece vivo dentro do útero da mulher por 3 ou 4 dias e pode coincidir dele encontrar um óvulo que foi liberado cerca de 1, 2 ou 3 dias após a relação sexual.

Suponhamos que uma mulher se relacionou sexualmente com um homem em um dia x, sem preservativo. 3 dias depois, ela começou a ovular. Nesse dia, o óvulo foi fecundado pelo espermatozoide liberado lá atrás, gerando uma gravidez.

Assim, a mulher engravidou no seu período fértil, mas por meio de uma relação que aconteceu fora da ovulação.

Essas são as maneiras mais comuns, e utilizadas pela maioria das mulheres, para saber se estão ou não no período fértil. Obviamente, não são estratégias consideradas cem por cento eficazes, uma vez que estamos falando de alterações biológicas e que podem ser influenciadas por diversas questões do próprio organismo. Ainda assim, são táticas importantes para que a mulher conheça mais o seu corpo, descubra como ele funciona e aprenda a usá-lo a seu favor, especialmente quando desejar uma gravidez.

Por fim, a visita ao ginecologista não deve ser descartada. Ele é o profissional especialista no assunto e que pode tirar todas as dúvidas da mulher em relação à ovulação e fertilidade, podendo, inclusive, sugerir alternativas para acelerar a gestação, seja de modo natural ou artificial.

Veja o que pode impedir a ovulação.

YouTube video

 

nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).