Qual o melhor teste de gravidez de farmácia

Teste de gravidez

Qual mulher nunca recorreu a um teste de gravidez de farmácia logo depois que a menstruação atrasou? Difícil encontrar alguém que ainda não tenha experimentado esse produto. Além de rápido, acessível e fácil de usar, o teste de farmácia é uma estratégia interessante para que a mulher descubra se está grávida ou não, desde que usado corretamente. Mas, como escolher o melhor teste de gravidez diante de tantas opções disponíveis? É sobre isso que falaremos a seguir.

Como funciona o teste de gravidez?

Antes de tudo, você sabe como funciona o teste de gravidez e de que forma ele detecta se uma mulher está grávida ou não? É muito simples. Quando o corpo da mulher se prepara para gestar um bebê, o organismo produz um hormônio específico: o HCG.

Esse hormônio é facilmente perceptível através da urina. É por isso que os testes de farmácia precisam do contato com a urina da mulher para identificar a presença do HCG. Se isso acontecer, um bebê está a caminho.

Lembrando que o teste de farmácia pode apresentar falhas, dando um resultado equivocado, como o falso negativo, por exemplo. Dificilmente o exame vai dar falso positivo porque, como dissemos, ele se baseia na presença de um hormônio que só aparece durante a gravidez.

O falso negativo é mais comum porque a mulher pode ter feito o teste muito antes da liberação desse hormônio, que só é liberado alguns dias depois da instalação do embrião na parede do útero.

O HCG também é detectado através do exame de sangue chamado de BHCG, sempre indicado por ginecologistas em caso de suspeita de gravidez. O exame feito após a coleta de sangue em laboratório oferece resultados mais rápidos, precisos e assertivos do que o teste de farmácia.

Quando fazer o teste de gravidez de farmácia?

Sim, existe o momento certo para realizar o teste de gravidez. O recomendado é esperar a menstruação atrasar, pois, caso a gestação tenha se concretizado, o HCG já terá sido liberado. O resultado pode ser distorcido se o exame for feito antes desse período.

Também é importante saber que o hormônio é liberado pelo organismo cerca de uma semana depois da fecundação do óvulo pelo espermatozoide. No entanto, apenas alguns testes mais sensíveis podem detectá-lo, sendo mais confiável investir em um exame de sangue.

Afinal, qual teste de gravidez é o melhor?

Apesar da grande variação de opções no mercado, não há um único teste que seja considerado o melhor dentre todos os outros tipos existentes. Todos os testes de gravidez possuem a mesma funcionalidade, objetivo e usam a mesma técnica de detecção do HCG.

Ou seja, todos dependem da coleta da urina para identificar o hormônio da gravidez e fazem isso usando o mesmo método: molhando o bastão no xixi e liberando o resultado.

No entanto, existem alguns pontos que podem ser mais ou menos importantes para a mulher, dependendo da sua necessidade. 

A sensibilidade, por exemplo, é um desses pontos. Alguns testes de farmácias têm uma sensibilidade maior e podem detectar a gravidez antes mesmo do atraso da menstruação, quando a quantidade de HCG é bem pequena.

Outros testes são mais modernos, emitindo sinal sonoro ou apresentando o nome “grávida” no lugar das tradicionais e comuns listras no visor.

Mas, no geral, todos eles são bons e possuem precisão de até 99%. Sem dúvidas, é uma excelente porcentagem de acertos.

O que levar em conta na hora de comprar e usar um teste de gravidez

A eficácia dos testes disponíveis nas farmácias depende das condições apresentadas pelo produto e também da forma com que eles são utilizados. São fatores que podem influenciar no resultado e aos quais a mulher deve ficar atenta. Ao comprar o seu teste, verifique:

  • Prazo de validade;
  • Certificação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária);
  • Condições físicas da embalagem. O produto deve estar intacto;
  • Resposta do produto. Todos os testes devem apresentar um resultado, seja ele positivo ou negativo. Quando não mostra absolutamente nada é porque houve algum erro;

Além disso, é importante seguir algumas orientações quanto ao manuseio e realização do teste. Por exemplo:

Faça o teste no dia certo

Como vimos, logo depois da menstruação já é possível detectar o HCG. Mesmo assim, a concentração do hormônio pode variar de acordo com cada mulher. Se o resultado for negativo e a sua menstruação ainda não veio, refaça o teste.

Use a primeira urina do dia

Realize o teste quando fizer o primeiro xixi logo de manhã. Os níveis de HCG estão mais concentrados nesse momento e há mais chances de obter um resultado realmente preciso.

Siga as instruções do produto

Apesar de serem parecidos na forma de execução, é importante observar as orientações de cada teste e segui-las minuciosamente, principalmente no que diz respeito ao tempo de espera do resultado. 

Será que estou grávida?

O teste de gravidez de farmácia é muito interessante para detectar a gravidez em estágio precoce, logo que a menstruação atrasar. Mas, ele não é o único. Existem alguns sinais que o corpo da mulher apresenta quando a fecundação acontece. São eles:

  • Mamas maiores e mais doloridas;
  • Cólicas abdominais leves;
  • Sonolência ao longo do dia;
  • Cansaço sem motivo aparente;
  • Aumento da libido;
  • Aumento do apetite;
  • Idas frequentes ao banheiro para urinar;
  • Alterações na secreção vaginal;
  • Enjoos, vômitos e náuseas;
  • Queda da pressão arterial.

Vale lembrar que o exame de sangue é ainda mais eficiente do que o teste de farmácia no diagnóstico precoce da gravidez, podendo ser realizado, inclusive, antes da menstruação atrasar. 

Caso a mulher tenha mantido relações sexuais sem preservativo durante o período fértil e desconfie de uma gravidez, o exame de sangue é o mais indicado para acabar com a ansiedade e descobrir de uma vez por todas se está ou não no início de uma gestação.

O teste de gravidez de farmácia é um produto fácil de encontrar. Está disponível em qualquer farmácia e com preços muito acessíveis. Pode ser feito em casa, sem interferência ou indicação médica. Todas as vantagens fazem com que ele seja um produto muito consumido. Mas, não precisa se preocupar em escolher o melhor teste. Qualquer tipo adquirido vai atender às suas necessidades e expectativas. 

YouTube video

 

Marcações:
nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).