Pular para o conteúdo

O que pode alterar o resultado do teste de gravidez?

Quando os primeiros sintomas de uma gestação surgem, a maioria das mulheres recorre logo ao teste de gravidez de farmácia. De baixo custo, fácil realização e com eficácia de aproximadamente 99%, o dispositivo é muito procurado por todas aquelas que desejam confirmar ou descartar uma possível gravidez. Mas será que o resultado do teste de gravidez pode dar errado? Quais fatores podem influenciar o diagnóstico?

Se você compartilha das mesmas dúvidas, acompanhe o artigo a seguir. Nele, você vai saber o que pode interferir no resultado, como obter um resultado seguro e muito mais. Vale a pena conferir!

Sumário

O que pode alterar o resultado do teste de gravidez?

Tanto o teste de gravidez de farmácia (de urina) quanto o teste de laboratório (de sangue) detectam a presença do hormônio HCG (Gonadotrofina Coriônica Humana) no organismo da mulher. Vale a pena destacar que essa substância é produzida pela placenta e, portanto, só se encontra em mulheres grávidas (ou algumas doenças bem raras). Ele é indispensável ao desenvolvimento do bebê durante a gestação.

O vídeo aborda os sintomas de início de gravidez e como eles podem variar de mulher para mulher. O aumento da progesterona é a principal causa de sonolência, náusea e cólica. Alterações nas mamas também são comuns e podem ocorrer antes em mulheres que já tiveram uma gravidez anterior. É importante estar atento a cólicas acompanhadas de dor ao urinar e sangramento, que podem indicar problemas mais graves. Além disso, a gravidez pode causar uma dificuldade respiratória leve e uma taquicardia, e é importante proteger a pele do sol para evitar a formação de manchas. O cabelo também pode crescer mais rápido e ficar mais cheio durante a gravidez, mas pode cair após o parto. É recomendado cuidar dos cabelos durante a gravidez e buscar orientação médica após o parto.

Olá! Hoje nós vamos conversar um pouquinho sobre os sintomas de inicio de gravidez. Muitas mulheres que se vêem grávidas chegam ao consultório e perguntam: “Doutora, mas eu não estou sentindo o que a minha amiga sentia!” ou “Eu não estou sentindo que eu senti na primeira gravidez. “Será que eu estou grávida mesmo?” “Será que minha gravidez ela está evoluindo bem? Eu estou com receio!” ou quando está passando muito mal, com muita náusea, “Tem alguma coisa errada na minha gravidez? Porque estou passando muito mal!” Então vamos conversar um pouquinho sobre os sintomas do início da gravidez. A maioria das mulheres, elas têm muito sono e porquê é que ocorre esse aumento do sono no início? No início, a gente tem um aumento exagerado da progesterona, então essa progesterona é aumentada para ajudar a manter a gravidez dentro do útero. Mas a gente sabe que a progesterona aumenta o sono, então a maioria das mulheres, elas podem ter uma sonolência, um cansaço maior durante o dia. Todas vão ter? Não são todas que vão ter. Por quê? Porque depende muito da bioindividualidade de cada um. Às vezes, eu tenho mais sono e eu fico com mais sono normalmente e se eu ficar grávida, vou ficar com mais sono ou eu não tenho tanto sono, sou uma pessoa do dia mesmo, que eu fique um pouquinho mais sonolenta, eu sou mais ativa e vou ficar ativa durante o dia. Então é difícil falar que todas vão ficar sonolentas. Existe essa probabilidade grande de ficar, mas cada mulher uma, cada organismo age de uma maneira, então a gente não pode generalizar. Náuseas, as náuseas também acontecem pelo aumento da progesterona. Depende muito de mulher para mulher. Tem mulher que atura muito bem náusea e tem mulher que a náusea é insuportável e essa náusea ela não é assim em todas as mulheres que acontece e depende muito de cada fase da gestação. O comum é que ocorra no início, mas não é na primeira semana, às vezes não é na segunda semana. Às vezes, ela tem uma semana com náusea e não tem mais ou tem mulheres que já se vêem grávidas e já ficam causadas do início até o terceiro mês. O que se sabe é que em estudo populacional, quando se tem náusea, a partir do terceiro mês, essa náusea ela diminui. Normalmente, ela cessa e aí a náusea começa novamente lá no fim da gravidez no terceiro trimestre. Mas é muito individualizado de mulher para mulher. Algumas pacientes reclamam de alterações nas mamas, as mamas ficam mais inchadas, as mamas ficam mais doloridas, é por alteração hormonal é normal. Normalmente, as mulheres que estão numa segunda ou terceira gravidez, elas sentem esses sintomas muito antes das outras mulheres, que elas já tiveram essa alteração hormonal na primeira gravidez. Cólica! A cólica é muito comum no início da gravidez, vão ocorrer as alterações hormonais iniciais dessa gravidez, o útero ele vai se distendendo, ele vai responder a essas alterações hormonais e a mulher ela tem uma sensação de cólica. É normal ter cólica? É normal! Quando eu devo me preocupar com a cólica? Quando ela está associada à dor para urinar e sangramento. Aí é importante procurar um médico para avaliar se está com uma infecção urinária associada ou se está com um descolamento da placenta, se está com um sangramento de colo de útero ou até mesmo tem um abortamento. Outro sintoma da gravidez também pode ser uma dificuldade respiratória mais leve com o aumento da frequência cardíaca não exagerada. Por quê? Porque na mulher aumenta o débito cardíaco, aumenta esse sangue circulante, ela fica com uma sensação de estar mais taquicardia mesmo, o coração pulsando um pouquinho mais forte. Além disso aí já não são tanto sintomas da gravidez, mas o que a mulher ela tem que tomar cuidado durante a gravidez. As mulheres grávidas, elas têm uma ativação dos melanócitos que são aquelas células de pigmentação da pele. É muito importante que na gravidez faça-se o uso de protetor solar, principalmente no rosto, porque nessa fase a mulher se tomar sol ela está mais propensa a formação de melasma, que são aquelas manchas marrom usadas no rosto. E uma alteração boa que acontece na gravidez é que o cabelo ele cresce mais rápido e ele fica mais cheio, ele fica mais bonito, mais brilhoso. Isso é uma alteração muito boa que ocorre durante a gravidez, então o ideal é cuidar dos cabelos durante a gravidez, porque quando o neném nasce, depois com a amamentação os cabelos tende a cair um pouquinho, mas o seu médico depois do parto e depois que o neném nascer, ele vai indicar um tratamento para o cabelo não cair tanto. Se você gostou do nosso vídeo, inscreva se no nosso canal, dê o seu like e ative o sininho de notificações.

Apesar de confiáveis, alguns fatores podem alterar o resultado do teste de gravidez, produzindo um falso-positivo ou falso-negativo. Veja a seguir.

Realização precoce do teste

Esse é um fator que pode alterar o resultado do teste de gravidez, indicando um falso-negativo.  Isso acontece porque quando a gestação está muito no início, há pouca concentração do hormônio HCG no organismo, o que dificulta a detecção da substância pelos testes, principalmente pelos de farmácia. Para não correr esse risco, recomenda-se aguardar um atraso menstrual de pelo menos 10 dias para realizar os testes.

Teste de gravidez feito de forma errada

No caso do Beta HCG (BHCG, de sangue), a coleta do sangue pode ser feita a qualquer hora do dia, pois não há a necessidade de estar em jejum. Apesar de ser mais seguro, já que consegue detectar quantidades mínimas de hormônio HCG no sangue, recomenda-se aguardar o atraso menstrual para a sua realização. Já no caso do teste de farmácia, o ideal é que ele seja feito após o atraso menstrual e com a primeira urina da manhã. Dessa forma, as chances de obter um resultado do teste de gravidez mais seguro são bem maiores, pois a concentração do hormônio na urina é maior. Veja também: Qual o melhor teste de gravidez de farmácia?

Urina diluída em água

O excesso de ingestão de líquidos (água, sucos, refrigerantes) também pode contribuir para um resultado falso-negativo. Neste caso, recomenda-se não beber líquidos 4 horas antes da realização do teste para obter uma urina mais concentrada. Além disso, deve-se lavar bem a região íntima antes do teste para evitar contaminação da urina.

Aborto espontâneo recente

Diferentemente das situações listadas anteriormente, o aborto espontâneo é um caso em que o resultado do teste de gravidez dá falso-positivo. Nesse cenário, o óvulo chegou a ser fecundado, mas não conseguiu se prender na parede do útero e foi eliminado na forma de menstruação. Todavia, como o organismo chegou a produzir o hormônio HCG, pode ser que o teste ainda consiga detectar a substância. E por falar em óvulo e fecundação, saiba o que significa estar ovulando.

Uso de alguns medicamentos

Alguns medicamentos também podem alterar o resultado do teste de gravidez, produzindo um falso-positivo. Remédios usados no tratamento da infertilidade feminina como o Ovidrel e o Choriomon, por exemplo, possuem o hormônio Gonadotrofina Coriônica Humana (HCG).

Problemas de saúde

O resultado falso-positivo pode ser ainda decorrente de problemas de saúde. Cistos e tumores nos ovários, câncer de mama, hepatite e câncer de ovário também podem alterar o resultado do teste de gravidez.

Teste de gravidez de farmácia fora da validade ou armazenado inadequadamente

Por fim, mas não menos importante, cabe destacar que o contato com a umidade, calor entre outros fatores externos pode comprometer a eficácia do teste de gravidez de farmácia. Por isso, quando for comprar o seu, verifique sempre se o produto está dentro do prazo de validade, lacrado e se a caixa está em boas condições. Este artigo também pode lhe ser útil: Como funciona o teste de gravidez de farmácia?

O que não altera o resultado do teste de gravidez?

Agora que você já sabe o que pode alterar o resultado do teste de gravidez, é hora de conhecer alguns fatores que não interferem no diagnóstico. São eles:
  • Anticoncepcionais orais (pílulas);
  • Antibióticos;
  • Analgésicos;
  • Anticonvulsivantes.
Mesmo que o resultado tenha dado negativo e você continue suspeitando de que está grávida, consulte um médico ginecologista ou obstetra. Somente a avaliação clínica de um profissional especializado seguida de exames complementares poderão acabar de uma vez por todas com a sua dúvida. Caso a suspeita se confirme, você será orientada a dar início ao pré-natal.

O que fazer em casos de sucessivos resultados negativos?

Se você está tentando engravidar, sucessivos resultados negativos podem causar frustração e desânimo, principalmente quando se está chegando ao limite da idade reprodutiva. Mas a boa notícia é que graças às técnicas de reprodução assistida, você pode formar a sua própria família no tempo que bem desejar. Nós, da Clínica Fertilidade, pertencente ao Instituto Amato, estamos há quase 40 anos tratando da saúde da mulher. Oferecemos uma grande variedade de tratamentos de infertilidade, como FIV (Fertilização In Vitro), IIU (Inseminação Intrauterina), Inseminação Artificial, Coito Programado, Congelamento e Doação de Óvulos entre muitos outros. Para assegurar a sua saúde e o seu bem-estar, contamos com centro cirúrgico próprio e laboratório externo. Além das soluções em reprodução humana, atuamos também como clínica multiespecialidades. Possuímos uma equipe de especialistas em diferentes áreas para garantir um tratamento assertivo, humanizado e individualizado às nossas clientes. Nesse sentido, também oferecemos ginecologia, obstetrícia, mastologia e também fazemos colocação de DIU, ultrassonografias, exame Papanicolau e muitos outros procedimentos. Cuide da sua saúde e realize o sonho da maternidade com uma equipe multidisciplinar que há quase 40 anos se preocupa com o seu bem-estar e ajuda a criar famílias por meio dos melhores tratamentos para a mulher moderna. Entre em contato conosco e marque a sua consulta

O que você achou?

0 / 5 Resultado 2.67 Votos 3

Your page rank:

Dra. Juliana Amato

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).

Marcações:
>
error: Alert: Content selection is disabled!!

Dicas para conseguir engravidar

Receba o livro definitivo de tratamento para casais que desejam engravidar

Ao baixar o livro você concorda com nossos termos