Pular para o conteúdo

Sintomas Precoces de Gravidez: Identificando Antes do Atraso Menstrual

A pergunta “Será que estou grávida antes do atraso menstrual?” é algo que muitas mulheres se perguntam. Compreender os sinais precoces de gravidez pode ajudar a identificar uma possível gestação antes mesmo do teste de gravidez. Vamos discutir alguns sintomas que podem ser indicativos de gravidez e como o conhecimento do próprio ciclo menstrual pode ser útil neste contexto.

Sumário

Neste vídeo, a ginecologista genética Juliana Amato responde uma pergunta comum: é possível saber se estou grávida antes do atraso menstrual? Ela esclarece que conhecer seu ciclo menstrual é crucial para identificar sintomas precoces de gravidez. Um ciclo menstrual é o intervalo entre o primeiro dia de uma menstruação e o próximo. Ela ressalta a importância de ter um aplicativo para acompanhar seu ciclo menstrual.

Mediante a fecundação, o organismo começa a produzir o hormônio progesterona que, depois de sete dias, permitirá a nidação do embrião no útero. Assim começam a aparecer os primeiros sintomas: sangramento leve e rosado, desconforto abdominal, constipação intestinal, cansaço excessivo e sensibilidade nas mamas. A náusea, no entanto, só ocorre a partir da sexta semana de gravidez, após o atraso menstrual. Juliana convida os espectadores a compartilhar suas experiências e sintomas durante a gravidez.

Hoje o nosso vídeo vai ser sobre uma pergunta muito frequente que eu recebo no Instagram, no WhatsApp e até das pacientes no consultório. Será que eu tenho como saber se estou grávida antes do atraso menstrual? É isso mesmo. Aqui eu vou dar dicas de sintomas que você pode sentir nesse momento e que dão indícios de que você pode estar grávida. Além disso, fica aqui até o final do vídeo, porque eu vou te contar uma curiosidade que eu acho que você não conhece sobre os sintomas de gravidez. Meu nome é Juliana Amato, eu sou ginecologia genética e vamos começar a nossa conversa para entender um pouquinho de atraso menstrual, sintomas de gravidez ou se você está grávida ou não. Você precisa conhecer a si mesma, Você precisa conhecer o seu ciclo menstrual. E você sabe o que é um ciclo menstrual? Um ciclo menstrual é o intervalo que a gente tem entre o primeiro dia da menstruação e o primeiro dia da próxima menstruação. Como assim? É um intervalo entre as duas menstruações. Eu sei, você pode até estar pensando assim Ah, mas a minha menstruação ela não é tão regulada. Às vezes ela dura 30 dias, mas tem mês que ela dura 35 dias, por exemplo, para vir a próxima menstruação. E como eu vou entender então meu ciclo menstrual? Cada mês eu menstruo numa data diferente. Por isso é importante você ter no seu celular aqueles aplicativos que a gente baixa e que você consegue fazer um controle do seu ciclo menstrual. Você vai ver que ele vai fazer uma média de todos os seus ciclos para você saber qual é seu período fértil, quando que você vai ovular, quando que você vai menstruar novamente. Bom, o ciclo menstrual normal mente. Ele tem uma duração de 25A3032 dias. Isso é considerado normal e o fluxo menstrual numa menstruação normal é de 30 a 40 mililitros. Mas como assim? Como que eu vou ficar medindo isso? Não precisa medir, gente, não. Só ficar de papinho lá medindo a menstruação. Se você gasta entre 4 a 6 absorventes por dia, tá normal a sua menstruação. Quantos dias que dura uma menstruação? Uma medicação? Ela pode durar de três até dez dias e isso é considerado normal. Então, entender o seu ciclo menstrual é muito importante. É a ovulação, a ovulação. Ela ocorre no meio do ciclo, então normalmente faço a conta de que é no 14.º dia do ciclo. Para mulheres que tem 28 dias de ciclo menstrual, é bem no meio, mas é para mulheres que tem 30 dias de ciclo menstrual, vai ser no 15.º. Lembrando que o período fértil, que é aquele do meio do ciclo da ovulação, ele tem dois dias pra frente ou dois três dias para trás, que é considerado o período fértil. Então, se a gente pensar um pouquinho que a nossa ovulação ela acontece no meio do ciclo, é a ovulação, é o período aonde a mulher pode engravidar. E é nesse período que vai acontecer a relação sexual, porque o encontro do espermatozoide com o óvulo é a fecundação. Se ocorrer essa fecundação, o nosso organismo começa a produzir um hormônio chamado progesterona e essa progesterona ela é responsável. Na segunda fase do ciclo de manter a gravidez. Se ocorrer a fertilização depois desse período, sete dias depois, ocorre a mídia ação, a nidação e a fixação daquele embrião de ninho formado no útero. Quando ocorre a fertilização, a fertilização, ela ocorre aqui na trompa. O óvulo ele caminha, sai aqui do ovário, caminha pela trompa, encontra aqui com o espermatozoide ocorre a fertilização, aí ele vai encaminhando, caminhando, caminhando, caminhando por sete dias ele está aqui. Essa é a região do endométrio e é aqui que o embrião sozinho vai se fixar. Então aqui a gente já conversa sobre um primeiro sintoma que pode acontecer antes do seu atraso menstrual. Quando o embrião ele chega aqui, ele cava um buraquinho nesse endométrio e quando ele cava esse buraquinho, a mulher, ela pode ter um pequeno sangramento e esse sangramento é um sangramento bem diferente, porque ele é de pequena quantidade e ele é mais rosadinho e pode durar até 2 a 3 dias e é bem diferente de um sangramento vaginal. Se a gente lembrar e é bem diferente de um sangramento menstrual. Se a gente falar que o sangramento menstrual é um fluxo aumentado com duração de mais dias, é vermelho vivo. Aqui não é aquele bem rosadinho mesmo. Quando ocorre essa implantação do embrião. É a partir desse momento que começa a ser produzido o hormônio beta HCG. Outro sintoma que pode acontecer é a dor pélvica, mas não é uma dor muito importante, como se fosse cólica menstrual. Ela é uma dor, um desconforto na região mais baixa do abdômen. E por que que acontece quando a gente tem implantação do embrião aqui? O útero, ele tem um aumento da sua vascularização, começa a produção de outros hormônios que vai fazer esse útero e dilatando e crescendo. Então essa sensação de desconforto e ação hormonal nessa musculatura do útero, fazendo ela começar a se defender. Segundo sintoma uma dor e um desconforto abdominal. E agora a gente vai conversar um pouquinho sobre um outro sintoma que pode acontecer, que está relacionado com a projeção ONA, que é aquele hormônio que a gente conversou, que começa a ser produzido ali e depois vem relação a progesterona. Ela pode dar constipação intestinal e por que ela pode dar constipação intestinal? Porque ela diminui a velocidade de esvaziamento gástrico e ela diminui também é motivo idade intestinal. Então a mulher ela vai ficando mais presa com prisão de ventre e vai ficando mais constipada. Outro sintoma também da progesterona é o cansaço. Isso no início da gravidez a gente sente mais sono, a gente se sente mais cansada e às vezes é aquele cansaço de que você encosta em qualquer lugar, já dá um soninho, já dá uma vontade de tirar um cochilinho. Ou a gente está na frente do computador e tem aquela sensação de que aí eu acho que eu quero dormir um pouquinho, vou tirar um cochilinho. Ou será que eu dormi bem a noite porque eu estou com tanto sono hoje? Quem faz isso é a progesterona também existem outros sintomas associados que podem ocorrer antes do atraso menstrual, como dor na mama, Quando a gente tem a fecundação, a produção desses hormônios, eles agem na nossa mama, causando uma sensibilidade maior. E às vezes é aquela sensação de que só de colocar o sutiã já incomoda. Vai tomar o banho e a água incomoda. É uma sensação de que ele está maior, mas na verdade ele nem está maior ainda. Mas é pela e pelo aumento da sensibilidade nesse local. E dor de cabeça também pode dar. Mas esses sintomas eles não são específicos da mulher na gravidez, esses sintomas a mulher ela pode também sentir quando tá de TPM, então a gente tem que conhecer muito bem o nosso corpo, nosso ciclo menstrual, pra gente entender se isso pode ser um sintoma de início de gravidez ou se a menstruação está para vir. E agora eu vou contar a curiosidade que eu comentei lá no começo do vídeo. Algumas pessoas devem estar se perguntando e eu acho que ela esqueceu nesse vídeo de comentar sobre analgesia. Não esqueci não. Sabe por que eu não comentei? Porque a náusea. Ela é um sintoma que ocorre a partir da sexta semana de gravidez e muitas vezes já teve o atraso menstrual. A mulher já fez o teste do beta HCG e já sabe que está grávida. Interessante, né? Se você acha que esse vídeo é interessante para alguém que você conhece, compartilha. É muito importante a gente conhecer o nosso corpo para entender como ele está funcionando e às vezes até saber que você está grávida. Antes de um teste de gravidez. E me conta aqui embaixo qual foi os sintomas que você começou a sentir quando você desconfiou que você estava grávida. Eu, por exemplo, quando eu desconfiei que eu estava grávida, eu tive a sensação de que tinha um balão na minha cabeça. Parecia que eu estava pisando em nuvens. Tem alguma coisa errada. Fora isso, a dor na mama também começou a me dar uma sensação de mais cansaço, uma sensação de que eu queria dormir a toda a hora. E para você, o que você sentiu? Você gostou deste vídeo? Inscreva se no nosso canal, dê o seu like, compartilhe e ative o sininho de notificação. Até a próxima!

Conhecendo o Ciclo Menstrual

O ciclo menstrual é o período entre o primeiro dia de uma menstruação e o primeiro dia da próxima. Conhecer o próprio ciclo é crucial, pois a regularidade varia de mulher para mulher. Aplicativos de controle menstrual podem ajudar a entender o padrão do ciclo, identificar o período fértil e prever a data da próxima menstruação.

Sintomas Precoces de Gravidez

      1. Sangramento de Implantação: Um dos primeiros sintomas pode ser um pequeno sangramento, geralmente rosado e de pouca quantidade, que ocorre quando o embrião se implanta no útero. Este sangramento é diferente do menstrual e pode durar de 2 a 3 dias.
      2. Dor Pélvica Leve: Algumas mulheres podem experimentar um leve desconforto ou dor na região pélvica, diferente das cólicas menstruais. Esse sintoma está relacionado ao início da gestação, quando o útero começa a se preparar para acomodar o embrião.
      3. Constipação e Cansaço: A progesterona, um hormônio que aumenta após a fertilização, pode causar constipação intestinal e um sentimento de fadiga acentuada. Mulheres grávidas frequentemente relatam aumento do sono e cansaço.
      4. Sensibilidade Mamária: Outro sintoma comum no início da gravidez é a sensibilidade nas mamas, que podem se sentir maiores e mais doloridas do que o normal.
      5. Dor de Cabeça: Embora não seja um sintoma específico de gravidez, algumas mulheres relatam dores de cabeça como um dos primeiros sinais.

    Entendendo os Sintomas

    É importante notar que esses sintomas não são exclusivos da gravidez e podem ser confundidos com sinais de TPM (tensão pré-menstrual). Portanto, conhecer bem o próprio corpo e o ciclo menstrual ajuda a diferenciar esses sinais.

    Curiosidade Sobre a Náusea

    Um fato interessante é que as náuseas, frequentemente associadas à gravidez, geralmente começam a partir da sexta semana de gestação, muitas vezes após o atraso menstrual já ter sido notado.

    Conclusão

    Se você suspeita que está grávida devido a esses sintomas iniciais, é importante fazer um teste de gravidez para confirmar. Entender o próprio corpo e estar atenta às mudanças pode ajudar a identificar uma gravidez antes mesmo do atraso menstrual. Lembre-se, cada mulher é única e pode experimentar a gravidez de maneiras diferentes.

    Se gostou destas informações, compartilhe com quem possa se interessar e não esqueça de se manter informada sobre saúde e bem-estar. Até a próxima!

    O que você achou?

    0 / 5 Resultado 0 Votos 0

    Your page rank:

    Dra. Juliana Amato

    Dra. Juliana Amato

    Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).

    >
    error: Alert: Content selection is disabled!!

    Dicas para conseguir engravidar

    Receba o livro definitivo de tratamento para casais que desejam engravidar

    Ao baixar o livro você concorda com nossos termos