Investigando a Linguagem do Tratamento de Fertilidade: IIU Explicada

IIU / IUI

Existem muitos diferentes procedimentos de tratamento para ajudar a engravidar. IIU, também conhecida como inseminação intrauterina ou inseminação artificial, é um dos mais comuns procedimentos para tratamento de fertilidade utilizados atualmente.

 

Para Que Serve a Inseminação Intra-uterina (IIU)?

 

IIUs são usadas para tratar muitos diagnósticos diferentes de infertilidade, incluindo:

 

O Que Acontece Durante um Procedimento de IIU?

 

IIU pode ser feita com ou sem medicamentos que impulsionam a ovulação. Se uma IIU é feita com medicamentos, em seguida, os ovários são estimulados para produzir uma pequena quantidade de óvulos maduros. Diferente da FIV (Fertilização In Vitro), onde os óvulos são retirados e então fertilizados, com uma IIU, a ênfase está em garantir que haja apenas alguns óvulos para emergir. Há uma possibilidade de gestações múltiplas quando é feita uma IIU e mais do que apenas alguns óvulos maduros emergem, então é preciso que haja um cuidadoso e consistente monitoramento.

Quando os óvulos estão maduros, há um “gatilho” de injeção – uma medicação que estimula os folículos (bolsas cheias de fluido que contêm os óvulos) para liberar os óvulos. Em seguida, o esperma é coletado, através de masturbação e dado ao laboratório do programa de fertilidade para ser preparado. O esperma é cuidadosamente preparado e então introduzido dentro do útero através do colo do útero, usando um pequeno cateter.

Muitos programas de fertilidade fazem duas inseminações em cada ciclo para maximizar a probabilidade dos espermatozoides atingirem os óvulos no momento ideal.

Há poucos cuidados após o procedimento que precisam ser feitos. As inseminações normalmente não causam dor. Não há atividades específicas que você precise evitar ou que você precise tomar precauções. Apesar disso, a maioria dos programas e clínicas de fertilidade desaconselha exercício físico muito intenso.

Alguns procedimentos de fertilidade incluem medicamentos após a IIU para a reforçar ainda mais a implantação precoce.

E depois há a espera.

Para obter mais informações sobre a IIU, por favor entre em contato conosco. Se você tem tentado engravidar há um ano, é hora de procurar ajuda.

 

 

nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).