Varicocele e infertilidade

Varicocele

Vamos direto ao assunto?

Varicocele

Varicocele consiste na formação de varizes nas veias da região do escroto, onde estão alojados os testículos. A dilatação dessas veias prejudica o fluxo sanguíneo local, a troca de nutrientes e leva ao acúmulo de substâncias tóxicas e ao aumento de temperatura. Esses fatores podem provocar alterações na quantidade – oligozoospermia – e qualidade dos espermatozóides. Alguns casos de infertilidade podem estar ligados à varicocele.

Varicocele e infertilidade: fator de relevância masculino para a dificuldade de engravidar.

A varicocele geralmente não causa danos e não requer tratamento. Se for necessária, pode ser feita uma cirurgia devido à infertilidade ou atrofia testicular, neste caso, a aparência final pode ser boa ou cursar com hidrocele. A remoção da varicocele pode fazer com que as temperaturas testiculares fiquem normais e que haja produção aumentada de espermatozóides. O tratamento do varicocele é cirúrgico e no procedimento “fecham-se” as veias do plexo venoso testicular, curando o varicocele. 

Causas de varicocele e infertilidade

Doença genética que ocorre pela falência das válvulas existentes na veia testicular. Ocorre o acúmulo de substâncias nocivas nos testículos e, consequentemente, o aumento de sua temperatura, gerando a diminuição da produção de espermatozóides. Esta diminuição afeta diretamente a fertilização dos óvulos.

As varicoceles quando ocorrem mais frequentemente do lado esquerdo, por causa da posição da veia testicular esquerda; a incidência no lado esquerdo ocorre em 80 a 95%, bilateralmente entre 25 a 45%, e raramente apenas no lado direito. Apesar dessa questão da lateralidade, quando ocorre em só um testículo pode afetar a produção de espermatozóides em ambos os testículos.

LEIA TAMBÉM:  Espermograma

Ocorre em 25% dos homens que tenham qualquer alteração seminal e em 11% nos que possuem análise seminal normal. Aqueles homens com infertilidade primária, a taxa de ocorrência é de 35% a 40%, enquanto nos que têm infertilidade secundária, a taxa é de 70% a 80%, que evidencia o caráter progressivo da lesão.

A varicocele tem início na adolescência, entre os 15 e 16 anos. Na infância não ocorre e o pico de incidência da varicocele é até os 25 anos. A aparição súbita de uma varicocele em homens mais velhos pode ser causada por tumor renal, que também pode comprimir e bloquear o fluxo sanguíneo.

Dificilmente a doença faz parte das preocupações de um garoto na puberdade, e, diferente das meninas que são acompanhadas pelo ginecologista, os meninos não tem o costume de acompanhamento.

Sintomas da varicocele

A maioria dos pacientes portadores de varicocele são assintomáticos. Quando têm sintomas, o paciente da Varicocele poderá sentir:

  • Dor no testículo, o sintoma mais comum.
  • Sensação de peso no(s) testículo(s): com piora e alivio ao deitar.
  • Diminuição (atrofia) do(s) testículo(s).
  • Veia aumentada visível ou palpável.

A varicocele pode ser causa de impotência sexual ou infertilidade?

Além dos sintomas acima descritos, outro bastante comum é a infertilidade. A varicocele pode ser encontrada na pesquisa pela causa da infertilidade. A disfunção erétil é rara, mas pode ocorrer nos casos de varicocele avançada bilateral e de grau III. Quando isso acontecer, é preciso procurar tratamento e, se não houver, é possível também ocorrer a atrofia dos testículos. Esta atrofia diminui a produção de testosterona, que é a conhecida causa de impotência.

LEIA TAMBÉM:  5 Maneiras de Aumentar Suas Chances de Ficar Grávida

Tratamento da varicocele e da infertilidade por ela causada

Qual o tratamento? A Varicocele tem cura?

A varicocele pode ser tratada com remédios, ou por procedimento cirúrgico, e sim, possui cura. A medicação melhora a circulação sanguínea, a fertilidade e alivia a dor e desconforto, para isto podem ser indicados diversos medicamentos:

  • Flavonoides fraccionados purificados e micronizados, compressas de gelo e natação também podem ajudar.
  • L-carnitina, para auxiliar na fertilidade, mas não é tão eficaz quanto a cirurgia.

Outro tipo de tratamento pode ser:

Embolização de varicocele: processo não cirúrgico, semelhante a um cateterismo, no qual não é preciso anestesia geral (na maioria das vezes apenas sedação). Tem duração de 1 hora em média. É um procedimento bastante recente e não é o urologista que realiza, mas o cirurgião endovascular.

Procedimento cirúrgico para Varicocele
Na cirurgia aberta, as veias do plexo venoso testicular são ligadas (fechadas), curando o varicocele. Contudo, a cirurgia pode ter complicações, sendo 5% a 29% dos casos a porcentagem de ocorrência. Também é indicada a cirurgia quando há concomitância de hidrocele.

Não há como prever qual paciente terá uma melhora significativa do espermograma, podendo considerar razoável a cirurgia para os casos de pacientes jovens com dificuldades de terem filhos.

Prevenção da varicocele

Como prevenir?

Não existe prevenção para a varicocele. O que o paciente pode fazer é sempre consultar o médico para que ele verifique o avanço da doença e indique tratamento adequado.

É recomendado pelo Ministério da Saúde que os homens até os 40 anos, se não houver sinais de doença, consultem um médico pelo menos uma vez a cada 2 anos. Após essa idade, a frequência deve aumentar para uma vez por ano.

LEIA TAMBÉM:  Quando procurar ajuda de um médico especialista de fertilização

 

Leia também: 

Fonte: Amato, JLS. Em Busca Da Fertilidade. 2014

nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).