Pular para o conteúdo
Preservativos

É possível engravidar mesmo quando o homem ejacula fora?

É possível engravidar mesmo quando o homem ejacula fora?

É possível engravidar mesmo quando o homem ejacula fora?

Essa é uma dúvida comum, assim como a prática do coito interrompido também é bem comum.

Mas, esse não é um método contraceptivo e você deve estar ciente se é possível ou não engravidar mesmo quando o homem ejacula fora.

Confira as principais dúvidas abaixo.

É possível engravidar mesmo quando o homem ejacula fora?

A resposta é sim, já que existe a possibilidade de o que é chamado de líquido pré-ejaculatório conter esperma.

Resumindo, sai um pouco de esperma antes da ejaculação para lubrificação, por esse motivo mesmo ejaculando fora da vagina, ainda pode acontecer de a mulher engravidar.

É por isso que o coito interrompido não é um método contraceptivo eficaz, de fato, o coito interrompido nem é considerado um método contraceptivo.

No entanto, muitos casais ainda utilizam, seja por falta de informação ou por achar que é seguro.

Coito interrompido.

Você sabe o que é coito interrompido?

O coito interrompido consiste no homem retirar o pênis da vagina da mulher antes de ocorrer a ejaculação.

Muitos casais usam o coito interrompido como uma forma de não ter filhos e acabam se surpreendendo.

Mesmo que estudos comprovem que a quantidade de esperma presente no líquido pré ejaculatório é baixa, ainda existe a chance de gravidez.

Portanto, se você tem uma vida sexual ativa e não deseja engravidar, use métodos contraceptivos que são eficazes.

Métodos contraceptivos.

Como dito anteriormente, é possível engravidar mesmo quando o homem ejacula fora e por esse motivo o coito interrompido não deve ser usado como um método contraceptivo.

Se você não deseja ter uma gravidez inesperada, esses são alguns métodos contraceptivos que você pode usar:

  • Preservativo.

Além de evitar uma gravidez indesejada, previne doenças sexualmente transmissíveis.

O preservativo ou camisinha como é mais conhecida, é um dos métodos contraceptivos mais eficientes.

A taxa de eficácia é de 90% a 95% na prevenção da transmissão de ISTs e gravidez.

Acima de tudo, é crucial ressaltar que o preservativo deve ser utilizado em todas as relações sexuais, seja ela genital, oral ou anal.

Pode ser usado tanto pelo homem quanto pela mulher, já que existem preservativos masculinos e femininos.

  • DIU.

O dispositivo intrauterino, o DIU, é um pequeno aparelho flexível que é inserido dentro do útero.

Além disso, existem vários modelos, podem ser hormonais ou não hormonais.

Pode ser usado por mulheres que estejam com os exames ginecológicos em dias e apresentando que são saudáveis.

É um método contraceptivo que deve ser colocado por um profissional.

Sua taxa de eficácia é de 99%.

YouTube video

 

  • Pílula anticoncepcional.

As pílulas anticoncepcionais ou contraceptivas, é composta por hormônios que atuam inibindo a ovulação da mulher, consequentemente prevenindo uma gravidez.

Para começar a usar esse método contraceptivo a mulher deve passar por um ginecologista que vai te orientar sobre a melhor pílula. Além disso, vai solicitar todos os exames necessários para verificar se você tem problema que te impeça de usar a pílula anticoncepcional.

Sua taxa de eficácia é de 95% a 99%.

  • Contraceptivo hormonal injetável.

É uma injeção de hormônios que pode ser aplicada uma vez por mês ou a cada três meses.

Assim como o método anterior, uma consulta com um ginecologista é indispensável.

Sua taxa de eficácia é de 99%.

  • Anel vaginal.

É um anel fino e flexível que deve ser colocado na vagina durante três semanas. Na quarta semana retira-o, então faz-se uma pausa de sete dias e depois coloca-se um novo anel vaginal.

Por se tratar de um método que contém hormônios, por exemplo, estrogênio e progesterona, também deve-se consultar com um ginecologista antes.

Sua taxa de eficácia é de 99% quando usado corretamente.

  • Adesivos cutâneos.

Os adesivos cutâneos contêm hormônios que são absorvidos pela pele e devem ser utilizados por 21 dias seguidos de uma pausa de setes dias.

Acima de tudo, não dispensa uma consulta com um ginecologista.

Sua taxa de eficácia é de 99,7%.

  • Implante contraceptivo.

É um pequeno bastão implantado na parte inferior do braço sob a pele.

O implante deve ser feito por um especialista e é recomendado se consultar com um ginecologista antes.

Além disso, é eficaz por até três anos, porém pode ser removido antes se desejar, sua taxa de eficácia contra uma gravidez inesperada é de 99%.

Qual é o melhor método contraceptivo?

O melhor método contraceptivo varia de pessoa para pessoa, por exemplo, algumas mulheres não podem usar alguns tipos de hormônios.

Por esse motivo, o melhor método contraceptivo deve ser decidido junto com o seu ginecologista.

 

Dra. Juliana Amato

O que você achou?

/ 5 Resultado Votos

Your page rank:

nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).

>
error: Alert: Content selection is disabled!!

Dicas para conseguir engravidar

Receba o livro definitivo de tratamento para casais que desejam engravidar

Ao baixar o livro você concorda com nossos termos