“Você é infértil”: como apresentar este diagnóstico a quem sonha engravidar

Infertil

Descobrir que é infértil é um momento muito difícil para as mulheres e homens que desejam ter filhos, pois esse diagnóstico dificulta a realização de um sonho. Mas, esse momento não é difícil só para eles.

Dar o diagnóstico de infertilidade para quem sonha engravidar também é uma ocasião complicada para os médicos. Afinal, eles precisam ser muito cuidadosos e dar a notícia da maneira mais adequada já que ela mexe com o emocional dos pacientes.

Por isso, é importante que os profissionais conheçam a forma correta de dar essa informação. Sendo assim, continue lendo nosso artigo para conferir 7 dicas sobre como apresentar o diagnóstico de infertilidade para seus pacientes.

Dê a notícia em um local reservado

Dizer “você é infértil” para seu paciente com certeza vai mexer com o emocional dele. Um casal pode, por exemplo, ficar sem reação, chorar ou demorar alguns minutos para digerir a informação.

Então, é fundamental que todos os pacientes tenham privacidade nesse momento difícil. Por isso, sempre dê a notícia em um local reservado, como seu consultório. Além disso, lembre-se de dar total atenção aos pacientes nessa ocasião, ou seja, converse olhando diretamente para eles e não fique mexendo em papéis, no computador ou celular.

Dessa forma, você vai passar mais segurança, credibilidade e tranquilidade para os pacientes.

Use uma linguagem simples

Durante a conversa, é essencial usar sempre uma linguagem simples e clara. Assim, os pacientes vão entender de primeira o que você está dizendo e vão poder assimilar a informação dada.

Então, evite usar palavras rebuscadas ou ficar dando voltas na conversa para comunicar qual é o diagnóstico dos exames. Enrolar para dar a notícia ou passá-la de uma forma difícil é ruim não somente porque os pacientes podem não compreender a mensagem, mas também pois eles podem ficar ainda mais ansiosos e angustiados tentando entendê-la.

Ademais de se preocupar com a linguagem, tenha sempre em mente que é necessário explicar bem para os pacientes o motivo da infertilidade para que os pacientes entendam também mais sobre o caso deles.

Repita as informações quando os pacientes não entenderem

Receber o diagnóstico de infertilidade mexe muito com as emoções de quem sonha engravidar. Essa notícia pode trazer, por exemplo, sentimento de frustração, tristeza, ansiedade, estresse e medo.

Então, é comum que durante a conversa a paciente ou o casal fique confuso e não compreenda bem todas as explicações fornecidas. Por isso, pergunte sempre se seus pacientes entenderam tudo.

Dê um tempo para eles e repita as informações, caso seja necessário. Lembre-se de que o importante é que eles não só recebam o diagnóstico, mas saiam de seu consultório entendendo o caso deles e conhecendo as melhores opções para os seus próximos passos.

Reconheça e acolha as emoções dos pacientes

Além de fornecer as informações necessárias sobre o diagnóstico, é muito importante também que os pacientes se sintam acolhidos em seu consultório nesse momento complicado.

Dessa maneira, eles vão se sentir mais confortáveis, compreendidos e melhores em sua companhia. Então, primeiro o ideal é que essa consulta não tenha que acabar rapidamente. Ou seja, separe um tempo maior para ela, porque pode ser necessário.

E, segundo, reconheça e acolha as emoções expressadas pelos pacientes. Isto é, mostre que elas são perfeitamente normais e dê um tempo para que eles assimilem tudo o que foi dito. Assim, você vai fazer com que esse momento seja um pouco mais fácil para eles.

Apresente outras maneiras adequadas de engravidar

Dar o diagnóstico de infertilidade é difícil, mas é nessa hora que você também pode dar esperanças para os pacientes de acordo com cada caso. Após explicar a situação, dar o tempo e espaço necessário para cada um deles, fale também das opções de tratamento de fertilidade que são adequadas para o cenário em questão.

Deixe bem claro qual é a melhor opção para a paciente ou o casal, diga como esse tratamento funciona, quais são as chances de ele ser bem-sucedido no caso, quanto tempo dura e até o valor do procedimento.

Se houver mais de uma opção interessante, apresente todas elas e mostre quais têm mais chances de sucesso no caso em questão para que o casal ou paciente possa analisá-las de maneira consciente.

Aconselhe a procura de um psicólogo

Como foi dito, o diagnóstico de infertilidade pode mexer bastante com os sentimentos de quem sonha engravidar. Por isso, é importante recomendar a procura de um psicólogo para que os pacientes consigam aceitar a realidade, lidar com o sofrimento e até passar por um tratamento de fertilidade, se desejarem.

Um psicólogo é o profissional mais adequado para esse trabalho, porque ele sabe como orientar os pacientes nesse momento. E, caso os indivíduos desejem passar por um tratamento, cuidar do emocional é uma tarefa ainda mais essencial.

Isso é fundamental, porque os medos e expectativas podem interferir na fertilidade e, consequentemente, nas chances de as pessoas terem filhos.

Fale da importância do apoio de amigos e familiares

Além de indicar um psicólogo para seus pacientes, fale também da importância dos amigos e familiares nesse período. É comum que algumas pessoas não sintam vontade de contar para os conhecidos sobre o diagnóstico, mas explique que esse desabafo para determinados indivíduos queridos pode ajudar.

Ter o apoio de pessoas queridas pode auxiliar, porque os pacientes conseguem se sentir mais leves após dar a notícia, ademais de ganharem alguém para conversar sobre suas dúvidas e para pedir ajuda com o tratamento no dia a dia. Um amigo ou familiar pode, por exemplo, acompanhar o paciente em um exame ou procedimento.

Se é um casal que está enfrentando esse diagnóstico e pensando em realizar um tratamento, fale ainda da importância de eles se apoiarem durante esse momento. Esse apoio é muito significativo, pois ajuda o casal a não se culpar e carregar mágoas do outro. Ele também auxilia os parceiros a dividirem o peso do diagnóstico e do tratamento.

Se você aplicar essas dicas e, principalmente, respeitar seus pacientes para dizer que eles são inférteis, essa ocasião será mais fácil para todos. Então, não se esqueça delas na hora de dar um diagnóstico de infertilidade.

Agora que você sabe como dizer “você é infértil” para quem sonha engravidar, veja também qual é a taxa de sucesso de inseminação artificial para mostrá-la aos seus pacientes!

 

nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).