Os tratamentos para engravidar em tempos de Zika.

e o tratamento para engravidar

Atualmente, a maior preocupação de gestantes e obstetras é a infecção pelo Zika Vírus, transmitido pelo mosquito Aedes aegipty, podem causar alterações no desenvolvimento do feto de acordo com a época gestacional em que ocorre de variados graus, a mais em evidência, a microcefalia.

A recomendação das autoridades é que se previna a gravidez em tempos de Zika. Porém é uma decisão do casal de ter ou não o filho neste momento, o papel do médico é orientá-la dos riscos e se a decisão for engravidar de orientar a prevenção a infecção.

Mulheres acima de 35 anos com desejo reprodutivo, esperar 2 anos ou mais tem impacto direto na qualidade e quantidade de seus óvulos podendo baixar sua capacidade reprodutiva. O bom senso deve ser levado em conta de acordo com a idade da mulher, desejo reprodutivo e a aréa aonde se vive, se é endêmica.

A orientação as gestantes é que usem roupas claras que cubram todo o corpo, uso de repelente até 3 vezes ao dia e previnam a proliferação do mosquito em torno de si.

 

Leia também:

LEIA TAMBÉM:  Informações Urgentes sobre o Zika Vírus e o Tratamento de Fertilidade
nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).