Pular para o conteúdo

Talvez você nunca tenha ouvido falar sobre o #anelvaginal, mas ele é um método contraceptivo com eficácia equivalente as…

Talvez você nunca tenha ouvido falar sobre o #anelvaginal, mas ele é um método contraceptivo com eficácia equivalente as pílulas anticoncepcionais! ⠀

Trata-se de um dispositivo de silicone, é maleável e se parece com um preservativo. É feito com a combinação de dois hormônios importantes: estrógeno e progesterona. ⠀

O anel vaginal deve ser introduzido na vagina, no primeiro dia da menstruação, e ele deve ficar por três semanas seguidas nesse local, após esse período, ele deve ser removido por sete dias para uma pausa. Durante essa pausa deve ocorrer a menstruação, e após passados sete dias, deve ser reintroduzido para continuidade do tratamento. ⠀

Ele pode possuir alguns efeitos colaterais. Os mais conhecidos são dores de cabeça, aumento da secreção vaginal, dor nas mamas e alterações de humor. ⠀

É contraindicado em casos de mulheres com história de trombose venosa, arterial, hipertensão arterial, doenças hepáticas e dores de cabeça seguidas de alterações neurológicas, diabetes com complicação e fumantes com mais de 35 anos de idade.⠀

? Tem alguma dúvida? Deixe uma mensagem e tire sua dúvida.⠀⠀
⠀⠀
? Procure sempre o médico(a) de sua confiança.⠀⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀⠀
PARA RECEBER DICAS E NOVIDADES BASTA MANDAR UM “EU QUERO” NO ZAP (11) 93318-3661⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀

?‍⚕ Dra. Juliana Amato CRM-SP 106.072⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀

? (11) 5053-2222 ou 93318-3661⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀

#sãopaulo #saopaulospbr #sãopaulospbrasil #saopaulosp #saopaulocity⠀

#ginecologia #saudedamulher #ginecologista #anticoncepcionais #saudefeminina
nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).

>
error: Alert: Content selection is disabled!!