Pular para o conteúdo

A cólica, também conhecida por dismenorreia, é um sintoma muito comum que acompanha as mulheres. Ela surge devido ao aum…

A cólica, também conhecida por dismenorreia, é um sintoma muito comum que acompanha as mulheres. Ela surge devido ao aumento das prostaglandinas que contraem o útero para que a menstruação ocorra!⠀

Não há como prever a duração da cólica, mas geralmente a dismenorreia precede a menstruação por alguns dias e intensifica-se com a chegada do fluxo menstrual.⠀

Existem dois tipos de cólica, sendo eles:⠀
• Primária: inicia-se pouco tempo depois da primeira menstruação, não é tão forte e está associada à chegada da menstruação.⠀
• Secundária: acontece mais tardiamente, com alteração na intensidade e pode estar relacionada a outros sintomas, como aumento do sangramento e dor na relação sexual.⠀

Sentir cólicas exuberantes não é algo normal! Se você convive com esse sintoma, procure o seu médico ginecologista para uma avaliação.⠀
🤔 Tem alguma dúvida? Deixe uma mensagem e tire sua dúvida.⠀⠀
⠀⠀
🚨 Procure sempre o médico(a) de sua confiança.⠀⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀⠀
PARA RECEBER DICAS E NOVIDADES BASTA MANDAR UM “EU QUERO” NO ZAP (11) 93318-3661⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀

👩‍⚕ Dra. Juliana Amato CRM-SP 106.072⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀

📞 (11) 5053-2222 ou 93318-3661⠀

➖➖➖➖➖➖➖➖➖➖⠀

#sãopaulo #saopaulospbr #sãopaulospbrasil #saopaulosp #saopaulocity⠀

#ginecologia #saudedamulher #ginecologista #hormonios #anticoncepcionais #saudefeminina #grávida #gravidez #prénatal #ciclosfemininos #consultamedica #saudeintima #esteticaintima #fertilidadefeminina #gineco #ginecologiaeobstetricia #cirurgiaginecologica #medicinareprodutiva #contracepção
nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).

>
error: Alert: Content selection is disabled!!