Pular para o conteúdo
Infertilidade masculina

Principais causas da infertilidade masculina

Principais causas da infertilidade masculina

Atualmente, estima-se que até 15% dos cônjuges em idade reprodutiva no mundo encontrem dificuldades para concepção de um filho. Em geral, os casais que procuram tratamento para concepção de um filho têm entre 25 e 35 anos e são casados. Na metade dos casos, o homem possui um diagnóstico de infertilidade. Por isso, atualmente, quando o casal procura ajuda médica para engravidar, a conduta é encaminhar tanto o homem quanto a mulher para uma avaliação.

Seja por fatores genéticos, doenças ou maus hábitos, as causas da infertilidade são diversas.

Para que o tema fique mais claro, relacionamos as principais causas abaixo.

Causas ambientais:

O uso de hormônios, anabolizantes, medicamentos, quimioterapia, radioterapia, tabaco, álcool, drogas como cocaína e maconha afetam a qualidade do sêmen. Também, as infecções crônicas que um homem sofreu na infância, como caxumba, pode levar à infertilidade. Alguns profissionais, tais como motoristas, cozinheiros e metalúrgicos, podem ter sua fertilidade influenciada pelas suas atividades cotidianas. Estes ficam expostos à temperaturas mais altas na região da virilha.

Causas anatômicas:

Uma condição bastante citada no quesito da infertilidade masculina (35% dos homens inférteis) é a varicocele, que á uma dilatação dos vasos sanguíneos ao longo do cordão espermático. Isso causa o aumento da temperatura dos testículos e prejudica a produção de espermatozoides. Em torno de 65% dos homens apresentam essa condição, mas apenas 10% a 15% desenvolve a infertilidade.

Outra condição anatômica que pode causar a infertilidade masculina são as obstruções do canal deferente. Esta via é responsável pelo transporte do espermatozoide até a vesícula seminal, onde o sêmen é produzido, durante a ejaculação. DSTs, infecções e algumas sequelas de cirurgias pélvicas podem causar a obstrução deste canal.

 

Causas imunológicas:

Algumas doenças como lúpulo, artrite e doenças envolvendo a tireoide podem alterar a qualidade e quantidade de espermatozoides. Além disso, alguns homens produzem um anticorpo que combate os espermatozoides, prejudicando os mesmos.

Causas genéticas:

Muitas vezes, o homem possui alguma alteração genética não manifesta nele, mas presente no seu DNA. Uma forma do organismo humano se defender disso é evitar a procriação através de seu espermatozoide. Assim, ao se analisar o sêmen de um homem numa investigação genética, pode-se descobrir alguma alteração. Neste caso, se for feita uma inseminação in vitro, o bebê pode nascer com o problema herdado. Por isso, é bom estar atento.

Causas hormonais:

Algumas doenças causam alterações hormonais nos homens, tais como diabetes, hipotireoidismo e hipertireoidismo. Estes têm mais chances de serem inférteis, mas podem recorrer a tratamentos clínicos, fazendo uso de medicações que normalizam os níveis hormonais.

Dra. Juliana Amato

nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).

>
error: Alert: Content selection is disabled!!

Dicas para conseguir engravidar

Receba o livro definitivo de tratamento para casais que desejam engravidar

Ao baixar o livro você concorda com nossos termos

× Como posso te ajudar? Available from 08:00 to 20:30 Available on SundayMondayTuesdayWednesdayThursdayFridaySaturday