Pular para o conteúdo

Alimentação e Libido: Como a Dieta Pode Influenciar Sua Saúde Sexual

A relação entre alimentação e saúde sexual é um tema fascinante e de grande importância. Embora a libido seja influenciada por múltiplos fatores – incluindo a qualidade dos relacionamentos, condições de saúde como obesidade e hipertensão, uso de certos medicamentos, e até mesmo o estado psicológico, como estresse e depressão – a dieta desempenha um papel significativo. Entender como certos alimentos podem potencializar a libido e melhorar a saúde sexual é um passo importante para uma vida mais equilibrada e feliz.

Sumário

O vídeo discute a influência da alimentação na libido e saúde sexual. A autora menciona que além da alimentação, a libido é influenciada por várias outras coisas, incluindo qualidade de relacionamentos, estilo de vida e saúde hormonal. Alguns alimentos que ajudam a aumentar a libido e melhorar a saúde sexual são: nozes e sementes, que são ricas em ácidos graxos e zinco; banana, que é rica em potássio e vitaminas do complexo B; alho, que contém alcianina, tal substância melhora a circulação sanguínea; abacate, rico em ácidos graxos monoinsaturados e vitamina B6; vinho tinto com moderação, graças aos antioxidantes e antocioninas; e chocolate amargo, que ajuda a liberar a serotonina criando uma sensação de bem-estar. A melancia foi mencionada por seus benefícios semelhantes para melhorar a disfunção erétil. A autora também menciona que deve-se evitar o consumo excessivo de álcool, pois isso pode prejudicar a libido.

Hoje nós vamos conversar um pouquinho sobre alimentação e como a alimentação ela pode influenciar no aumento do seu desejo sexual, no aumento da libido e na melhora da sua saúde íntima. Esse mês aqui no canal já gravei um vídeo sobre os alimentos que são os vilões para a sua saúde sexual, então vamos deixar aqui o link abaixo para você assistir esse vídeo e ter uma ideia se na sua alimentação você está cometendo algum erro. E hoje a gente vai conversar sobre os alimentos que são capazes de aumentar a sua libido e melhorar a sua saúde sexual e seus relacionamentos. Lembrando que a libido ela pode ser influenciada por vários fatores, não só pela alimentação. Ela pode ser influenciada pela qualidade dos seus relacionamentos, por doenças crônicas, como obesidade, como hipertensão arterial, o uso de algumas medicações que também podem cortar com a diminuição do desejo sexual. o estresse também é um grande vilão aqui, mas também a ansiedade, a depressão, o estilo de vida que você leva. Se você é uma pessoa tem bons hábitos, pratica atividade física, tem bons relacionamentos também é influenciada pela nossa saúde hormonal. Os alimentos que a gente vai conversar aqui têm nutrientes, eles têm compostos bioativos que são capazes de melhorar nossa saúde sexual. Nozes e sementes. As nozes e sementes, elas são ricas em ácidos graxos. Elas são ricas em zinco que são essenciais para a nossa produção de hormônios e também para a nossa saúde cardiovascular. Por exemplo, a semente de abóbora ela é muito rica em zinco. A castanha do Pará, ela é muito rica em selênio, que são excelentes para a nossa saúde sexual e ajudam a aumentar a libido. A banana, ela é rica em potássio, e rica em vitaminas do complexo B, que são essenciais para a produção hormonal do nosso corpo. E o hormônio reflete na nossa saúde sexual. O alho, ele é rico em alcianina. Alcianina é uma substância que melhora a circulação sanguínea e com isso melhora a nossa saúde cardiovascular. Além disso, o alho a gente pode colocar em diversos alimentos, na preparação de diversas alimentos e tem um sabor muito agradável. A melancia, uma curiosidade é que a melancia é rica em citrolina. Essa citrolina é uma substância capaz de fazer os nossos vasos sanguíneos se contraírem, relaxarem e se contraírem. E ele tem um efeito semelhante aos remédios usados pelos homens nos casos de disfunção erétil. Interessante, não é? O abacate, ele é rico em ácidos graxos monoinsaturadas e vitamina B6, e eles são essenciais para a produção hormonal do nosso corpo. E para os amantes do vinho tinto, uma boa notícia, o vinho tinto, ele é rico em antioxidantes, então, em antocioninas que são essenciais para a circulação sanguínea, eles ajudam muito nessa questão circulatória. Mas aqui vem um adendo. Perigo! Vinho tinto com moderação, porque como a gente já conversou no vídeo anterior dos alimentos que pioram a nossa libido, as bebidas alcoólicas estão lá. Então aqui, o vinho ali pode ser tomado vinho tinto por ser rico nessas substâncias, porém com moderação. E outra notícia ótima para os chocólatras. O chocolate amargo, ele contém compostos que liberam a serotonina e a serotonina, ela causa um bem estar no nosso organismo. Ele é um neurotransmissor relacionado com a sensação de relaxamento, de bem estar, de que tudo vai melhorar. Então, é uma boa notícia para os chocólatras de plantão. Além disso, esse chocolate amargo ele também é rico em flavonóides que ajudam muito na saúde circulatória. E aí, gostou desse vídeo? Gostou dessas dicas? Inscreva-se aqui no nosso canal! Dê o seu like e ative o sininho de notificação. E não esqueça de deixar o seu comentário aqui embaixo. Vamos conversar um pouquinho mais sobre esse assunto. Se você conhecer um alimento que também é bom, que aumenta a libido, dê uma dica aqui para o seu colega que também vai escrever outro comentário e que vai conhecer um pouquinho mais sobre o assunto. Até a próxima!

Nozes e Sementes: Fontes de Ácidos Graxos e Zinco

As nozes e sementes são ricas em ácidos graxos essenciais e zinco, nutrientes fundamentais para a produção hormonal e a saúde cardiovascular. A semente de abóbora, por exemplo, é uma excelente fonte de zinco, enquanto a castanha-do-Pará se destaca pelo seu alto teor de selênio. Ambos os minerais são cruciais para manter uma boa saúde sexual e aumentar a libido.

Bananas: Potássio e Vitaminas do Complexo B

As bananas são conhecidas por seu alto teor de potássio, além de serem ricas em vitaminas do complexo B. Estes nutrientes são essenciais para a produção hormonal, impactando diretamente a saúde sexual. A presença dessas vitaminas contribui para um equilíbrio hormonal saudável, refletindo positivamente na libido.

Alho: Alicina para a Circulação Sanguínea

O alho é rico em alicina, uma substância que melhora a circulação sanguínea e, consequentemente, beneficia a saúde cardiovascular. Além de suas propriedades circulatórias, o alho é um alimento versátil que pode ser adicionado a diversas preparações, enriquecendo os pratos com seu sabor único.

Melancia: Citrolina e Saúde Cardiovascular

Curiosamente, a melancia é rica em citrolina, um composto que ajuda na dilatação e relaxamento dos vasos sanguíneos, efeito semelhante ao de medicamentos usados para tratar disfunção erétil. Este efeito pode ter um impacto positivo na saúde sexual, especialmente em homens.

Abacate: Ácidos Graxos Monoinsaturados e Vitamina B6

O abacate é uma excelente fonte de ácidos graxos monoinsaturados e vitamina B6, nutrientes essenciais para a produção hormonal. Esta fruta deliciosa e versátil pode ser um poderoso aliado na melhoria da saúde sexual e aumento da libido.

Vinho Tinto: Antioxidantes com Moderação

O vinho tinto, conhecido por seus antioxidantes, pode ser benéfico para a circulação sanguínea. No entanto, é crucial consumi-lo com moderação, pois o excesso de álcool pode ter efeitos adversos na libido.

Chocolate Amargo: Serotonina e Flavonóides

Para os amantes de chocolate, a boa notícia é que o chocolate amargo contém compostos que estimulam a liberação de serotonina, um neurotransmissor associado ao bem-estar e relaxamento. Além disso, é rico em flavonóides, que contribuem para a saúde circulatória.

Conclusão

Incluir estes alimentos na dieta pode ser uma estratégia eficaz para melhorar a saúde sexual e aumentar a libido. Contudo, é importante lembrar que a saúde sexual é complexa e influenciada por vários fatores. Portanto, uma abordagem holística, que inclua bons hábitos de vida, como exercício físico e relacionamentos saudáveis, é fundamental

O que você achou?

0 / 5 Resultado 0 Votos 0

Your page rank:

Dra. Juliana Amato

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).

>
error: Alert: Content selection is disabled!!

Dicas para conseguir engravidar

Receba o livro definitivo de tratamento para casais que desejam engravidar

Ao baixar o livro você concorda com nossos termos