Pular para o conteúdo

Sexo após a menopausa: o que você precisa saber

A menopausa é uma fase natural e significativa na vida de uma mulher, marcada pelo fim da menstruação.

menopausa é a última menstruação de uma mulher e é considerada iniciada quando a mulher não menstrua por um ano. No entanto, antes da menopausa propriamente dita, ela passa por uma fase chamada climatério, durante a qual ocorrem mudanças hormonais no corpo. Essas mudanças podem ocorrer entre os 45 e 55 anos de idade, com início médio aos 51 anos.

Neste artigo, exploraremos o que é a menopausa, como ela é marcada e o que ocorre durante a fase pré-menopausa conhecida como climatério.

Mudanças hormonais durante o climatério

Durante o climatério, os ovários param de produzir estrogênio, o que ocasiona a vários sintomas. Algumas alterações menstruais comuns incluem menstruação irregular, aumento ou diminuição do fluxo menstrual e longos períodos sem menstruação. Além disso, é comum haver alterações de humor, como irritabilidade, ansiedade e até mesmo depressão.

Alguns problemas de pele e cabelo também podem ocorrer, como queda de cabelo e pele seca. A libido também pode diminuir durante este período. Além disso, o risco de doenças cardíacas aumenta devido à baixa produção de estrogênio. É valoroso estar ciente desses sintomas e discuti-los com seu médico, pois eles tem a possibilidade de ser tratados de diversas maneiras.

Impacto da menopausa na vida sexual

A menopausa é uma fase natural e marcante na vida de uma mulher, assinalada pelo fim da menstruação. Durante a menopausa, os ovários param de produzir estrogênio, o que pode ter um impacto significativo na vida sexual das mulheres.

Uma das principais preocupações é a vagina mais fina e seca que ocorre com a menopausa. Isso pode tornar o sexo doloroso e levar à perda de prazer durante as relações sexuais. Além disso, a incontinência urinária, ou a perda involuntária de urina, pode ocorrer durante ou após o sexo.

LEIA TAMBÉM:  Tenho síndrome dos ovários policísticos e estou infeliz

É crucial que as mulheres discutam esses problemas com seu médico ou um provedor de cuidados de saúde. Existem opções de tratamento disponíveis que podem ajudar a gerenciar esses sintomas e melhorar a vida sexual.

Existem várias opções de tratamento disponíveis para ajudar as mulheres a gerenciar os sintomas da menopausa e melhorar sua vida sexual. Alguns exemplos incluem:

  • Lubrificantes: Os lubrificantes podem ser úteis para ajudar a lubrificar a vagina e tornar o sexo menos doloroso.
  • Exercícios de fortalecimento do assoalho pélvico: Esses exercícios podem ajudar a fortalecer os músculos do assoalho pélvico, o que pode ajudar a prevenir a incontinência urinária.
  • Terapias hormonais: As terapias hormonais podem ajudar a restaurar os níveis de estrogênio e prevenir a vagina mais fina e seca. No entanto, essas terapias podem ter alguns efeitos colaterais e devem ser discutidas com um provedor de cuidados de saúde antes de iniciar o tratamento.
  • Laser: Novas técnicas com uso do laser estimulam a regeneração.

É indispensável lembrar que a menopausa é uma fase natural na vida das mulheres e que esses problemas podem ser tratados e gerenciados. Não há vergonha em buscar ajuda para esses problemas e é essencial discuti-los com um provedor de cuidados de saúde para encontrar a melhor opção de tratamento.

YouTube video

 

Importância da discussão dessas mudanças com um provedor de cuidados de saúde

A menopausa é, como disse, uma fase natural e determinante na vida da mulher, marcada pelo fim da menstruação. Sem o estrogênio, que impacta significativamente a vida sexual das mulheres. Alguns dos problemas mais comuns incluem a vagina mais fina e seca, o que pode tornar o sexo doloroso e levar à perda de prazer, e a incontinência urinária.

O ginecologista desempenha um papel crucial no acompanhamento dessas mudanças e no tratamento de possíveis problemas. Ele pode ajudar a identificar os sintomas e recomendar opções de tratamento adequadas.

LEIA TAMBÉM:  Dor pélvica em mulheres

Existem várias opções de tratamento disponíveis para ajudar as mulheres a gerenciar os sintomas da menopausa e melhorar sua vida sexual.

YouTube video

 

Conclusão

A menopausa é uma fase natural na vida das mulheres e é pertinent estar ciente das mudanças que ocorrem durante esse período. A parada da produção de estrogênio pelos ovários leva a sintomas como alterações menstruais, modificações de humor, mudanças no cabelo e pele, diminuição da libido e aumento do risco de doenças cardíacas. Além disso, a vagina tem a possibilidade de ficar mais fina e seca, o que pode ocasionar o sexo doloroso e perda de prazer. Outro problema é a incontinência urinária, que também pode ocorrer.

Discutir essas alterações com um médico pode ajudar a gerenciar qualquer desconforto ou problemas de saúde que eventualmente surjam. Existem opções de tratamento disponíveis, como lubrificantes, exercícios de fortalecimento do assoalho pélvico e terapias hormonais, que podem ajudar a gerenciar os sintomas e melhorar a qualidade de vida.

Em resumo, é crucial que as mulheres estejam cientes das mudanças da menopausa e discutam qualquer preocupação com um profissional da saúde. Isso pode ajudar a gerenciar esses sintomas e melhorar a qualidade de vida.

YouTube video

 

O que você achou?

/ 5 Resultado Votos

Your page rank:

nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).

>
error: Alert: Content selection is disabled!!