Endometriose: o Conselho de um Médico sobre Viver Com uma Doença Dolorosa

Endometriose

Endometriose é uma doença inflamatória pélvica que pode causar infertilidade e dor pélvica. Muitas vezes é difícil de diagnosticar porque não existem testes simples que identifiquem positivamente a endometriose. Toda mulher que experimenta dor pélvica ou infertilidade pode ter presença de endometriose, mas esses sintomas também podem ser devido a outras doenças ou problemas.

Endometriose consiste em Células Uterinas Crescendo Fora do Útero

Endometriose ocorre quando pequenas células que normalmente crescem no interior do útero começam a crescer fora do útero e dentro da pelve, próximas das trompas de Falópio e ao redor dos ovários. Estas pequenas células crescem ao longo do tempo e produzem substâncias químicas inflamatórias que podem causar inflamação e dor pélvica. Esta inflamação pode então levar a cicatrizes pélvicas e distorção da pelve que atrapalha a implantação e a fertilização. Estes pequenos implantes de células, bem como cicatrizes causadas por estes implantes nem sempre podem ser vistos por qualquer exame de imagem como o ultrassom, e eles são difíceis de identificar em um exame físico normal. Não há evidências de que possam ser vistas em algum exame de sangue.

O único modo conclusivo para identificar e diagnosticar endometriose é a realização de um determinado tipo de cirurgia que investiga a pelve para identificar essas áreas anormais com tecido cicatricial associado. Uma cirurgia minimamente invasiva através do umbigo, chamada de laparoscopia, normalmente é realizada para identificar a endometriose como causa da dor pélvica. Se a endometriose for identificada, estas áreas de inflamação podem ser removidas e as mulheres podem ter menos dor pélvica, mas a presença da endometriose pode contribuir para a infertilidade, mesmo depois da cirurgia.

Às vezes, a endometriose pode crescer dentro do ovário, criando um grande cisto que nós chamamos de endometrioma. Este é o único aspecto da endometriose que pode ser visto durante a ecografia, e se este tipo de cisto é visto, há uma preocupação maior de que outras áreas de endometriose podem estar presentes dentro da pelve.

 

Veja a relação da endometriose com a infertilidade.

nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).