Pular para o conteúdo
Principal » Descobrindo o Mundo do Skin Care Íntimo: Cuidados Essenciais para a Pele da Virilha e Vulva

Descobrindo o Mundo do Skin Care Íntimo: Cuidados Essenciais para a Pele da Virilha e Vulva

Olá, leitoras! Hoje, vamos explorar um tema pouco discutido, mas extremamente importante: o skin care íntimo. A pele na região da virilha e vulva requer atenção especial e cuidados específicos para manter sua saúde e beleza. Neste post, acompanhamos um vídeo detalhado sobre como cuidar dessa área sensível do nosso corpo.

Neste vídeo, é discutido o skin care íntimo, enfatizando a importância do cuidado com a pele mais sensível da região de virilha e vulva. A necessidade deste cuidado se deve, em parte, às práticas comuns de depilação que podem causar danos, como flacidez e foliculite. São oferecidas dicas específicas, como a escolha de um sabonete íntimo com pH adequado, o uso de hidratantes específicos para a área e séruns clareadores para tratar o escurecimento da pele. Além disso, recomenda-se a depilação a laser como uma opção menos agressiva e a escolha de roupas menos apertadas para reduzir o atrito. O vídeo também destaca a importância de não manipular pelinhos encravados e de consultar um ginecologista para tratamento adequado de quaisquer problemas de pele na área.

Hoje nesse vídeo a gente vai conversar um pouquinho sobre os cuidados da pele na região íntima, ou seja, o skin care que você deve fazer na sua região de virilha e vulva. Você já ouviu falar no skin care íntimo? E será que ele é tão importante assim? A pele da região de virilha e vulva é uma pele pouco mais sensível do que a nossa pele em outras regiões do corpo. E por que ela é mais sensível nessa região? A mulher, ela tem uma certa pilificação nessa região de vulva, nessa região de virilha. Tem os pêlos que são naturais dessa região. Porém, que mulher que fica com pelo e região de virilha? Todas as mulheres, elas fazem depilação de alguma maneira, seja por cera fria, por cera quente, mesmo com a gillette ou com o uso de laser. E essa pele, ela fica mais traumatizada ao longo do tempo por esses procedimentos. Cada vez que você faz uma depilação, por exemplo, com cera quente, você vai colocar aquela cera quente ali e você vai puxar a cera. Assim como na cera fria também. E com isso você vai causar ao longo do tempo uma flacidez da região de vulva e de virilha. Além disso, a gillette, quando você passa muita gillette para retirar os pêlos dessa região, você causa micro fissuras nessa pele e essa pele ela fica mais grossa e ela fica mais propensa a ter infecções, mais propensa a ter foliculite. Você sabe o que é uma foliculite? A foliculite é uma inflamação do folículo piloso, ou seja, da onde o pêlo nasce. Então, se você fizer depilação ali e não cuidar dessa região, o que vai acontecer é que você pode colocar microorganismos ali na sua pele, ali naquele folículo, e aquilo gerar uma inflamação, gerar um pus e gerar essas foliculites. Isso não tem muitas mulheres que falam ai eu estou com uma espinha na minha virilha, eu estou com abscesso na minha virilha, vai lá e espreme o abscesso piora, aí vai lá, passa uma pomadinha para ver se o abscesso melhora. E também com essa manipulação de “Ah, eu vou tirar uma foliculite ali, que é o pelinho encravado, vou tirar outro pelinho encravado ali e vou pegar a pinça e tirar aquilo ali.” Você vai causar nessa pele também o escurecimento da mesma. Ou às vezes você pode ficar até com depressões nessa pele. Sabe quando você olha na pele, você vê um monte de furinho ou depressão, ela não está mais lisinha como deveria? Isso acontece na virilha também. Por isso que o skin care íntimo tem sido amplamente falado de uns tempos para cá e ele é de extrema importância para a gente, para a gente manter a saúde da pele nessa região e evitar também a flacidez de pele, evitar as infecções que podem causar pela próxima idade da uretra e pela proximidade da vagina. Você imagina quando você está com uma infecção de pele na área da virilha? Você pode pelo uso da calcinha e pelo suor. Você pode passar esses cinco organismos pra dentro da sua calcinha e com isso que pode acontecer infecções vaginais, corrimentos. Então vamos prestar atenção aqui que eu vou dar as dicas para você fazer um bom esquentar íntimo. A primeira dica é use um bom sabonete íntimo, o sabonete íntimo. Ele é assunto de muita controvérsia entre os ginecologistas. Por que a ginecologista que acha que fale para sua paciente que o uso de sabonete íntimo não é legal porque ele tem muito perfume? Porque ele não tem o pH adequado para a região vaginal e que pode levar corrimentos e infecções. Então vamos desmistificar um pouquinho esse sabonete íntimo. Existem vários tipos de sabonete íntimos no mercado e a gente precisa tomar muito cuidado com isso. O melhor sabonete íntimo é aquele que tem o pH parecido com pH vaginal, o pH vaginal. Ele tem o pH ácido com pH. Entre 3,5 e 4,5. Então a gente tem que procurar no mercado sabonetes íntimos que tenham o pH ácido, semelhante ao pH da nossa vagina. que a gente vê muito, eu vejo aqui no consultório, as pacientes me contam, é que elas usam o sabonete líquido na região vaginal, achando que pode se fazer as mesmas vezes de um sabonete íntimo, não o sabonete líquido. Ele não tem o pH ácido, ele tem o pH mais básico. Com isso ele causa uma alteração no pH vaginal e ele pode causar também o ressecamento da pele e da mucosa dos pequenos e grandes lábios na região vaginal. Então tome cuidado, procure um sabonete íntimo adequado para essa região. Outra dica sobre o sabonete íntimo é hoje uma vez ao dia, uma vez ao dia já está de bom tamanho para nossa saúde íntima. A segunda dica aqui diz quem quer o uso de um hidratante na região de vulva e na região da virilha. Por quê? Porque eles promovem a hidratação neste local. Eles protegem a barreira da pele, evitando infecções, evitando foliculite e evitam também as irritações de pele. Existem algumas marcas na farmácia de hidratantes já propícias para a região de vulva e virilha. Não vá usar aquele hidratante que você passa no rosto ou hidratante que você passa no corpo. Nessa região. A terceira dica é o uso de um sérum clareador. A virilha e a vulva. Com o tempo, elas tendem a escurecer mesmo. Elas tendem a escurecer com o passar dos anos da mulher, com a pós gestação que na gestação a gente tem o aumento da melanina circulante e a gente fica com algumas áreas mais escuras durante a gravidez, como virilha, como debaixo do braço, como dobras. Isso é comum acontecer em algumas mulheres esse escurecimento persiste. Em mulheres que estão obesas que elas andam é uma coxa, ela bate na outra, a virilha fica mais apertadinha ali e com esse atrito vai ficando mais escurecido e até escurece mais a região do interno de coxas. Já existem séruns clareadores próprios para essa região de virilha e vulva. então esses são os três passos para um skin care íntimo bem feito. Outras dicas que eu dou aqui, de preferência para depilação a laser. A depilação a laser você vai fazer no início quatro ou cinco sessões e você vai ter um bom resultado nessa depilação. Esses pêlos eles podem retornar em pequena quantidade depois de dois anos, mas aí é só você fazer uma manutenção desse laser para manter essa depilação. Evite depilação com cera quente, depilação com cera fria e gillette que podem ocasionar o atrito, o escurecimento e a lesão dessa pele. Evite também o uso de roupas apertadas, as roupas apertadas, elas causam esse atrito da roupa nessa região e com isso podem causar um escurecimento dessa área, pode causar foliculite. Então é interessante você usar roupas mais leves, menos apertadas, calcinhas não tão apertadas também. E a última dica se você tiver um pelinho encravado, não cutuque. Converse com o seu ginecologista, ele vai te orientar como tratar corretamente essa foliculite e esse pelinho encravado. Gostou desse vídeo? Inscreva-se aqui no nosso canal, dê o seu comentário, ative o sininho de notificação e até a próxima!

Sabonete Íntimo Líquido Protex Cuidado Íntimo Delicate Care 200Ml
Dermacyd Sabonete líquido íntimo Delicata 24h, 200 ml
Grecin Sabonete Líquido Íntimo Odor Block Leve 300Ml Pague 200Ml Vagisil
NIVEA Sabonete Líquido Íntimo Natural 250ml - Mantém o ph natural, com extrato de camomila e óleo de jojoba, limpeza suave, sem corantes, testado dermatologicamente e ginecologicamente
Sabonete Íntimo Líquido Protex Cuidado Íntimo Delicate Care 200Ml
Dermacyd Sabonete líquido íntimo Delicata 24h, 200 ml
Grecin Sabonete Líquido Íntimo Odor Block Leve 300Ml Pague 200Ml Vagisil
NIVEA Sabonete Líquido Íntimo Natural 250ml - Mantém o ph natural, com extrato de camomila e óleo de jojoba, limpeza suave, sem corantes, testado dermatologicamente e ginecologicamente
R$ 22,24
R$ 23,49
R$ 25,99
R$ 17,09
-
-
-
-
Sabonete Íntimo Líquido Protex Cuidado Íntimo Delicate Care 200Ml
Sabonete Íntimo Líquido Protex Cuidado Íntimo Delicate Care 200Ml
R$ 22,24
-
Dermacyd Sabonete líquido íntimo Delicata 24h, 200 ml
Dermacyd Sabonete líquido íntimo Delicata 24h, 200 ml
R$ 23,49
-
Grecin Sabonete Líquido Íntimo Odor Block Leve 300Ml Pague 200Ml Vagisil
Grecin Sabonete Líquido Íntimo Odor Block Leve 300Ml Pague 200Ml Vagisil
R$ 25,99
-
NIVEA Sabonete Líquido Íntimo Natural 250ml - Mantém o ph natural, com extrato de camomila e óleo de jojoba, limpeza suave, sem corantes, testado dermatologicamente e ginecologicamente
NIVEA Sabonete Líquido Íntimo Natural 250ml - Mantém o ph natural, com extrato de camomila e óleo de jojoba, limpeza suave, sem corantes, testado dermatologicamente e ginecologicamente
R$ 17,09
-

 

1. Por Que a Pele Íntima é Sensível? A pele na região íntima é naturalmente mais delicada e sensível do que em outras partes do corpo. A presença de pelos e o hábito frequente de depilação, seja com cera, lâmina ou laser, pode traumatizar e sensibilizar ainda mais essa área. Com isso, vem a necessidade de um cuidado especializado para evitar problemas como flacidez, escurecimento e infecções.

2. A Importância do Skin Care Íntimo Muitas vezes negligenciado, o skin care íntimo é fundamental. Não se trata apenas de estética, mas de saúde. Prevenir foliculites, manter a hidratação adequada e evitar irritações são alguns dos objetivos deste cuidado especial. Além disso, a proximidade com a uretra e a vagina exige atenção redobrada para evitar infecções e outros problemas ginecológicos.

3. Dicas para um Skin Care Íntimo Eficaz

  • Use um Sabonete Íntimo Apropriado: Escolha um sabonete com pH similar ao da região vaginal, que geralmente é ácido (entre 3,5 e 4,5).
  • Hidratação é Chave: Utilize hidratantes específicos para a região da vulva e virilha para manter a pele saudável e prevenir irritações.
  • Sérum Clareador: Com o tempo, a pele pode escurecer. Um sérum clareador próprio para esta área pode ajudar a manter o tom uniforme.
  • Depilação a Laser: Se possível, opte pela depilação a laser, que é menos agressiva a longo prazo.
  • Evite Roupas Muito Apertadas: Roupas justas podem causar atrito e consequente escurecimento da pele.

4. Consulte um Profissional Em caso de dúvidas ou problemas específicos como pelos encravados, é sempre importante consultar um ginecologista ou dermatologista.

Conclusão: Cuidar da pele íntima é um ato de amor-próprio e saúde. Incorporar essas práticas no seu dia a dia não apenas melhora a aparência da pele, mas também previne uma série de complicações. Lembre-se de que cada corpo é único, então ajuste os cuidados às suas necessidades pessoais.

Call to Action: Assista ao nosso vídeo detalhado sobre o assunto e inscreva-se no canal para mais dicas sobre saúde e beleza. Deixe seu comentário e compartilhe suas experiências e dúvidas sobre skin care íntimo!

O que você achou?

0 / 5 Resultado 0 Votos 0

Your page rank:

Marcações:
Dra. Juliana Amato

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).

>