Criopreservação

Muitos centros de ART têm condições de preservar embriões para uso futuro. Uma vez congelados e armazenados, os embriões permanecem viáveis por longo tempo e a criopreservação permite que alguns deles sejam usados num ciclo de ART e outros sejam armazenados para uso posterior, em um ciclo sem estimulação hormonal.

nv-author-image

Dra. Juliana Amato

Líder da equipe de Reprodução Humana do Fertilidade.org Médica Colaboradora de Infertilidade e Reprodução Humana pela USP (Universidade de São Paulo). Pós-graduado Lato Sensu em “Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida” pela Faculdade Nossa Cidade e Projeto Alfa. Master em Infertilidade Conjugal e Reprodução Assistida pela Sociedade Paulista de Medicina Reprodutiva. Titulo de especialista pela FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e APM (Associação Paulista de Medicina).